Intervenções para a síndrome nefrótica idiopática resistente aos corticóides

Qual o problema?

A síndrome nefrótica é uma doença na qual os rins não impedem a passagem de proteínas do sangue para a urina. Os corticóides são utilizados primariamente para atingir a remissão da doença. Algumas crianças não respondem a este tratamento (síndrome nefrótica resistente aos corticóides) e outros agentes como a ciclofosfamida, inibidores da calcineurina (ciclosporina, tacrolimus) ou inibidores da enzima de conversão da angiotensina podem ser utilizados.

O que foi feito?

Foi realizada pesquisa na Cochrane Kidney and Transplant's Specialised Register (até 2 de Março de 2016) através de contacto com os especialistas na área, utilizando termos de pesquisa relevantes para esta pesquisa. Foram incluídos ensaios aleatorizados controlados que comparassem diferentes agentes imunossupressores ou agentes não imunossupressores com placebo, prednisolona ou outro agente administrado oralmente ou parentericamente em crianças com idade entre três meses e 18 anos com síndrome nefrótica resistente aos corticóides.

O que foi detetado?

Esta revisão detetou que quando foi utilizada ciclosporina em comparação com placebo ou ausência de tratamento ocorreu um aumento significativo do número de crianças que atingiram a remissão completa. Os inibidores da calcineurina aumentaram significativamente o número de crianças que atingiram a remissão completa ou parcial comparativamente com ciclofosfamida IV. Não houve melhoria com outros agentes imunossupressores. Os inibidores da enzima de conversão da angiotensiva reduziram significativamente o grau de proteinúria. No entanto, o número de estudos foi pequeno com pequeno número de filhos por estudo.

Notas de tradução: 

Tradução por Miguel Bigotte Vieira, Serviço de Nefrologia e Transplantação Renal, Centro Hospitalar Lisboa Norte, com o apoio da Cochrane Portugal

Tools
Information
Share/Save