Tratamento farmacológico para a depressão psicótica

A depressão psicótica é uma depressão grave com características psicóticas (i.e. ideias delirantes e/ou alucinações). Existe incerteza quando ao tratamento farmacológico mais eficaz para a depressão psicótica: com um antidepressivo isoladamente, com um antipsicótico isoladamente ou com a combinação de um antidepressivo com um antipsicótico.

O objetivo desta revisão é comparar a eficácia das várias formas de tratamento farmacológico que têm sido usadas para tratar a depressão psicótica. Alcançámos este objetivo ao analisar todos os ensaios clínicos aleatorizados (ECAs) que investigaram tratamentos farmacológicos para a depressão psicótica. Pesquisámos estes ensaios através de uma pesquisa de amplo alcance. Esta revisão identificou 3659 estudos mas, no final, encontrámos apenas 12 ECAs que cumpriam os nossos critérios de inclusão. Estes ensaios envolveram um total de 929 pessoas.

Destes ensaios, encontrámos evidência de que a combinação de um antidepressivo com um antipsicótico proporciona um tratamento mais eficaz para a depressão psicótica do que qualquer tratamento isoladamente. Porém, a nossa confiança nesta conclusão é limitada porque a informação apenas vem de um pequeno número de ECAs, que incluíram pequenos números de pessoas. Adicionalmente, os tipos de pessoas envolvidos variaram entre ECAs, e os ECAs diferiram no desenho, o que significa que não podemos confiantemente generalizar os seus resultados.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Ricardo Manuel Delgado, Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save