Dose única de ibuprofeno oral mais cafeína para dor pós-operatória aguda em adultos.

É comum as pessoas sentirem dor aguda logo depois de uma lesão. A maioria das pessoas que passa por uma cirurgia tem dor moderada a intensa no pós-operatório. Os remédios para diminuir a dor (analgésicos) são testados em pessoas com dor, geralmente após a extração de dentes do siso. Esta dor é geralmente tratada com analgésicos tomados pela boca (via oral). Os resultados podem ser válidos para outros tipos de dor aguda.

Uma série de revisões Cochrane analisou qual é a eficácia (quão bons são) dos analgésicos para reduzir a dor. Sabemos que, em alguns casos, a combinação de diferentes tipos de analgésicos (no mesmo comprimido ou em comprimidos separados tomados juntos) pode reduzir a dor de mais pessoas do que o uso de apenas um único analgésico. Isto vale especialmente para combinações de dois analgésicos que funcionam de formas diferentes (isto é, eles têm mecanismos de ação diferentes). Esta revisão analisou qual foi a eficácia da combinação de ibuprofeno (um tipo de anti-inflamatório) mais cafeína para o alívio de dores moderadas ou intensas em pessoas que acabaram de passar por uma cirurgia.

Fizemos buscas por estudos científicos publicados até 1˚ de fevereiro de 2015. Encontramos quatro estudos, envolvendo no máximo 334 participantes com informações que puderam ser incluídas nas análises. O uso de comprimidos contendo 200m g de ibuprofeno mais 100 mg de cafeína reduziu a dor de 6 em cada 10 (59%) participantes, comparado com 1 em cada 10 (11%) participantes no grupo que usou placebo (evidência de qualidade moderada).

Nesses estudos que usaram apenas uma dose de analgésicos, a taxa de efeitos adversos foi semelhante nos participantes que tomaram ibuprofeno mais cafeína e naqueles que tomaram placebo (evidência de baixa qualidade). Não houve nenhum caso de evento adverso grave ou de pessoas que abandonaram o estudo devido a eventos adversos no grupo que tomou o analgésicos combinados.

A combinação de ibuprofeno 200 mg com cafeína 100mg não é comumente disponível, mas provavelmente pode ser obtida quando se toma um comprimido de 200 mg de ibuprofeno junto com uma xícara de café moderadamente forte. Outras fontes comuns de cafeína, além dos comprimidos de cafeína (100 mg é suficiente) e do café (100 a 150 mg por xícara com cerca de 240 mililitros, ou um expresso duplo), incluem chá (75 mg por xícara), bebidas derivadas de cola (até 40 mg por dose), energéticos (cerca de 80 mg por dose) ou chocolate comum em barra (até 50 mg por barra), e tabletes de cafeína (até 100 mg por tablete).

Algumas pessoas podem obter um bom alívio da dor com uma dose mais baixa de ibuprofeno se esse remédio for combinado com cafeína.

Conclusão dos autores: 

Os valores do NNT para o ibuprofeno 200 mg mais cafeína 100 mg estão entre os mais baixos (melhores) dentre os analgésicos usados nesse modelo de dor.. Essa combinação não é comumente disponível, mas provavelmente pode ser obtida quando se toma um comprimido de 200 mg de ibuprofeno junto com uma xícara de café moderadamente forte ou comprimidos de cafeína. Em princípio, isto pode proporcionar uma boa analgesia com doses mais baixas de ibuprofeno.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

Existem boas evidências que o uso de uma combinação de dois analgésicos diferentes em doses fixas (no mesmo comprimido) pode produzir um maior alívio da dor aguda e da cefaleia do que o uso de apenas um dos analgésicos. Além disso, os benefícios específicos dos analgésicos são essencialmente aditivos. Isto foi amplamente comprovado para uma serie de combinações diferentes de fármacos, testados nos mesmos estudos ou em estudos diferentes, para o alívio de dores no pós-operatório e enxaqueca. A adição de cafeína aos analgésicos também aumenta o número de pessoas que obtêm um bom alívio da dor. Em alguns lugares do mundo, é possível comprar comprimidos com combinações de ibuprofeno e cafeína sem receita médica.

Objetivos: 

Avaliar a eficácia analgésica e os efeitos adversos de uma única dose oral de ibuprofeno mais cafeína para dor pós-operatória moderada a intensa, utilizando métodos que permitem a comparação com outros analgésicos avaliados em ensaios clínicos padronizados, com metodologias e desfechos quase idênticos.

Estratégia de busca: 

Fizemos buscas nas seguintes bases de dados: Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL), MEDLINE, EMBASE, Oxford Pain Relief Database. e duas plataformas de registro de ensaios clínicos.Também revisamos as listas de referências de artigos. A data da busca mais recente foi 1 de fevereiro de 2015.

Critérios de seleção: 

Incluímos ensaios clínicos randomizados (ECR), duplo-cegos, com placebo ou com controle ativo, que testaram uma dose única de ibuprofeno oral mais cafeína para dor aguda pós-operatória em adultos.

Coleta dos dados e análises: 

Dois autores, trabalhando de forma independente, fizeram a seleção dos estudos a serem incluídos na revisão, avaliaram o risco de viés e extraíram os dados. Utilizamos a área sob a curva de alívio da dor versus tempo para derivar a proporção de participantes com pelo menos 50% de alívio da dor ao longo das primeiras seis horas após a prescrição de ibuprofeno mais cafeína ou de placebo. Calculamos o risco relativo (RR) e o número necessário tratar (NNT). Utilizamos informações sobre o uso de medicação de resgate para calcular a proporção de participantes que necessitaram de medicação de resgate e a média ponderada do tempo mediano de uso. Também coletamos informações sobre efeitos adversos.

Resultados principais: 

Identificamos cinco ECR duplo cegos, envolvendo um total de 1501 participantes. Porém, apenas quatro estudos haviam sido publicados e tinham dados sobre desfecho relevantes. Estes quatro estudos eram de boa qualidade metodológica, mas dois deles tinham um pequeno tamanho amostral.

Significativamente mais participantes conseguiram pelo menos 50% do alívio máximo da dor durante seis horas com ibuprofeno 200 mg + cafeína 100 mg ou com ibuprofeno 100 mg + cafeína 100 mg do que com placebo. Ambas as doses reduziram significativamente as taxas de necessidade de repetir a medicação. A evidência para esses dois desfechos é de qualidade moderada. Para o desfecho redução mínima de 50% da dor, o NNT foi 2,1 (intervalo de confiança de 95%: 1,8 a 2,5) no caso do ibuprofeno 200 mg + cafeína 100 mg (quatro estudos, 334 participantes) e o NNT foi 2,4 (1,9 a 3,1) para o ibuprofeno 100 mg + cafeína 100 mg (dois estudos, 200 participantes). A qualidade da evidência para esse desfechos foi moderada. Esses valores foram próximos daqueles apontados em modelos de predição previamente publicados de analgésicos combinados para dor aguda. Esses valores também foram apoiados por valores baixos (bons) de NNT para prevenir a necessidade de repetir a medicação.

A taxa de eventos adversos foi baixa. Portanto, não foi possível realizar análises de sensibilidade.

Notas de tradução: 

Tradução do Centro Cochrane do Brasil (Vinícius Lopes Braga) - contato: tradutores@centrocochranedobrasil.org.br

Tools
Information
Share/Save