Melatonina e agomelatina para a prevenção da perturbação afetiva sazonal.

Porque é que esta revisão é importante?

Muitas pessoas nas latitudes nórdicas sofrem de Perturbação Afetiva Sazonal (PAS), que ocorre como uma reação à redução da luz solar. Três quartos das pessoas afetadas são mulheres. Letargia, aumento da ingesta alimentar, craving de hidratos de carbono e humor depressivo são sintomas comuns. Em algumas pessoas, a PAS evolui para depressão, o que tem um impacto significativo nas suas vidas. Até dois terços experienciam sintomas depressivos todos os invernos.

Quem poderá estar interessado nesta revisão?

Clínicos gerais, psiquiatras, farmacêuticos, outros profissionais de saúde que trabalhem em saúde mental de adultos, bem como investigadores, poderão ter interesse nos resultados desta revisão. Qualquer pessoa que já tenha experienciado depressão no inverno, ou que tenha familiares ou amigos que experienciaram estes sintomas, também poderá estar interessada.

A que questões é que esta revisão procura responder?

Devido ao padrão sazonal e à alta recorrência da PAS, a melatonina ou a agomelatina poderiam ser usadas para prevenir o início de humor depressivo. O objetivo desta revisão é investigar se os benefícios suplantam os riscos da utilização de melatonina ou agomelatina na prevenção de um novo episódio depressivo em pessoas com história da PAS que se encontram livres de sintomas quando a intervenção preventiva é iniciada. Até ao presente momento, esta questão não tinha ainda sido examinada de uma forma sistemática. Esta é uma de quatro revisões dirigidas à eficácia e potenciais riscos de intervenções para prevenir a PAS.

Que estudos foram incluídos nesta revisão?

Pesquisámos em bases de dados, até junho de 2018, por estudos que abordassem a utilização de melatonina ou agomelatina para prevenção de depressão no inverno. De entre 3745 registos, foi encontrado um estudo controlado aleatorizado que comparava a agomelatina com placebo durante um ano. Todos os 225 participantes tinham uma história prévia de depressão no inverno, mas não apresentavam sintomatologia depressiva quando a estratégia de prevenção foi iniciada.

O que é que a evidência desta revisão revela?

O estudo incluído não demonstrou um efeito claro nem a favor nem contra a utilização de agomelatina como tratamento preventivo na PAS. Para além disto, o grau de certeza de evidência para todos os outcomes foi muito baixo, tornando impossível retirar conclusões acerca da eficácia e segurança da agomelatina para a prevenção da depressão no inverno. Não foi encontrada evidência relativa à utilização de melatonina para a prevenção da PAS.

Os médicos precisam de discutir com as pessoas com história de PAS que a evidência atual acerca da utilização de melatonina ou agomelatina é inconclusiva, pelo que a seleção do tratamento deverá ser fortemente baseada nas preferências pessoais e refletir a base de evidência de todas as opções terapêuticas disponíveis.

O que deve acontecer a seguir?

Os autores da revisão recomendam que estudos futuros deverão avaliar a eficácia da agomelatina ou da melatonina na prevenção da PAS e que deverão comparar diretamente estas intervenções com outras opções de tratamento, tais como terapia com luz, antidepressivos, ou terapias psicológicas, de modo a determinar a melhor opção terapêutica para a prevenção da PAS.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Rui Ferreira Carvalho e Ricardo-Manuel Delgado, Serviço de Psiquiatria da Criança e do Adolescente, Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save