Tratamento da hipertensão em adultos com idade compreendida entre os 18 e 59 anos

Pergunta da revisão

Pretendemos estudar os benefícios e malefícios do uso de medicamentos para reduzir a pressão arterial (anti-hipertensores) em adultos de 18 a 59 anos com pressão arterial elevada (hipertensão).

Pesquisámos a literatura médica disponível para encontrar todos os ensaios que avaliaram esta questão. Os dados incluídos nesta revisão encontram-se atualizados até janeiro de 2017.

Contexto

A hipertensão aumenta o risco de acidente vascular cerebral, enfartes cardíacos e insuficiência cardíaca. Neste sentido, o principal objetivo do tratamento com medicamentos anti-hipertensores é reduzir esse risco. Há evidência substancial, principalmente em pessoas com mais de 60 anos, de que a terapêutica anti-hipertensora reduz esses resultados.

Características do estudo

Detetámos sete estudos que atribuíram aleatoriamente 17 327 pessoas de 18 a 59 anos com hipertensão a medicamentos anti-hipertensores ou a placebo (tratamento simulado) / ausência de tratamento. A duração média do tratamento foi de cinco anos. As classes de medicamentos estudadas na maioria das pessoas incluíram medicamentos chamados diuréticos tiazidas ou beta-bloqueantes.

Resultados principais

O tratamento pode ter pouco ou nenhum efeito sobre a morte por qualquer causa em comparação com placebo ou ausência de tratamento (2,4% com placebo / ausência de tratamento versus 2,3% com tratamento; evidência de qualidade reduzida) e pode reduzir o número de pessoas com doença cardíaca ou morte por doença cardíaca de 4,1% a 3,2% (evidência de qualidade reduzida). Pode reduzir os acidentes vasculares cerebrais numa pequena quantidade de 1,3% para 0,6% (evidência de qualidade reduzida). Não temos certeza sobre os efeitos do tratamento no número de pessoas que apresentaram artérias obstruídas (evidência de qualidade reduzida). O abandono dos ensaios devido a efeitos adversos aumentou de 0,7% para 3,0%, embora a qualidade da evidência para esse resultado fosse muito reduzida. Os efeitos do tratamento sobre a pressão arterial variaram entre os estudos e não temos certeza sobre o efeito médio do tratamento.

Conclusões

Os medicamentos anti-hipertensores para adultos com idade entre 18 e 59 anos com hipertensão têm um benefício reduzido na diminuição de acidentes vasculares cerebrais. No entanto, não houve redução das mortes por qualquer causa nem dos enfartes cardíacos e houve um maior abandono dos estudos devido a efeitos adversos.

Qualidade da evidência

A evidência global foi classificada como tendo qualidade reduzida ou muito reduzida.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Miguel Bigotte Vieira, Serviço de Nefrologia, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, com o apoio da Cochrane Portugal

Tools
Information
Share/Save