Intervenções para promover a adoção de tecnologias da informação e comunicação em profissionais de saúde

As Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são tecnologias que ajudam a coletar, armazenar, processar e compartilhar informações eletronicamente. . Exemplos de TICs são registros médicos eletrônicos, jornais médicos e bases de dados na internet, videoconferência para consultas médicas ou sistemas na internet para dar retorno aos médicos, para que possam melhorar os cuidados que prestam. As TICs têm o potencial de melhorar os cuidados de saúde e a saúde dos pacientes. Mas mesmo que os computadores estão sendo cada vez mais utilizados em hospitais, nem todos os profissionais de saúde usam as TICs.Por esta razão, existem muitas estratégias para tentar promover o uso das TICs. Estratégias de ensino de uma TIC específica podem incluir o treinamento de grupos de profissionais de saúde, o ensino um a um ou, simplesmente o fornecimento de materiais de treinamento.

Uma revisão dos efeitos de diferentes estratégias para promover o uso das TICs foi conduzida. Após a busca de todos os estudos relevantes, 10 estudos foram encontrados. As evidências mostram que alguns aspectos, tais como a formação do grupo, sessões de treinamento um a um ou, o fornecimento de materiais de treinamento, podem melhorar o uso das TICs. Mas em geral, ainda é incerto se algumas estratégias são efetivas. Mais pesquisas são necessárias.

Conclusão dos autores: 

Há evidências muito limitadas sobre a efetividade das intervenções para promover a adoção das TICs por parte dos profissionais de saúde. Pequenos efeitos têm sido relatados para intervenções direcionadas ao uso de bases de dados eletrônicas e bibliotecas digitais. A efetividade das intervenções para promover a adoção das TICs nos serviços de saúde permanece incerta e ensaios clínicos com melhores desenhos são necessários.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

As Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são definidas como tecnologias digitais e analógicas que facilitam a captura, processamento, armazenamento e troca de informações por meio de comunicação eletrônica. As TICs têm potencial para melhorar gestão da informação, acesso a serviços de saúde, qualidade de atendimento, continuidade dos serviços e contenção de custos. A lacuna do conhecimento está nas condições para a integração bem sucedida das TICs na prática.

Objetivos: 

Realizar uma revisão sistemática sobre a efetividade de intervenções para promover a adoção das TICs pelos profissionais de saúde.

Estratégia de busca: 

Estratégias específicas, definidas com a ajuda de um especialista em informação, foram utilizadas para pesquisar os registros do grupo the Cochrane Effective Practice and Organisation of Care (EPOC) e adicionais relevantes bases de dados. Foram considerados estudos publicados entre Janeiro de 1990 até Outubro de 2007.

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos randomizados (ECCR), estudos controlados (EC), estudos controlados antes e depois (ECAD) e séries de casos temporais interruptas (STI) que relataram resultados de medidas objetivas sobre o efeito de intervenções para promover a adoção das TICs nas práticas dos profissionais de saúde.

Coleta dos dados e análises: 

Dois revisores avaliaram independentemente cada estudo potencialmente relevante para inclusão. Discordâncias foram decididas por discussão ou por um terceiro revisor. Duas equipes de dois revisores extraíram independentemente os dados e avaliaram a qualidade dos estudos incluídos. Não foi possível realizar meta-análise dos resultados devido ao pequeno número de estudos incluídos e a heterogeneidade das intervenções e dos resultados medidos. Foram realizadas análises qualitativas e os resultados apresentados em forma narrativa.

Resultados principais: 

Dez estudos atenderam aos critérios de inclusão. Nove deles eram ECR. Todos os estudos envolviam médicos como participantes (incluindo estagiários de pós-graduação) e um estudo incluiu também outros participantes. Apenas dois estudos avaliaram resultados dos pacientes. Buscando habilidades e/ou frequência de uso de bases de dados eletrônicas, principalmente a MEDLINE, foram alvo de oito estudos. O uso da internet para auditoria e retorno e, e-mail para a comunicação entre o cuidador e o paciente, foram alvo de dois estudos. Quatro estudos apresentaram pequeno a moderado efeito positivo da intervenção na adoção das TICs. Quatro estudos não foram capazes de demonstrar efeitos significativos positivos e outros dois mostraram efeitos mistos. Nenhum estudo analisou o efeito em longo prazo ou a sustentabilidade da intervenção.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Rodrigo Jensen, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brasil Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com

Tools
Information
Share/Save