Intervenções para triquíase tracomatosa

Pergunta da revisão
Esta avaliação abordou a questão: "Quais intervenções melhoram os resultados do tratamento para triquíase (cílios virados para dentro) causada por tracoma"

Introdução
O tracoma é a causa infecciosa mais comum de cegueira no mundo. Ela é causada por uma bactéria chamada Chlamydia trachomatis. Esta infecção provoca inflamação e cicatrizes da superfície do olho, o que resulta na pálpebra girando para dentro (entropio), de modo que os cílios tocam o globo ocular. Isto é conhecido como triquíase tracomatosa. Os cílios podem arranhar a superfície da córnea, causando direta ou indiretamente (a partir de infecções secundárias) opacidade da córnea. A cirurgia para corrigir a deformidade da pálpebra é o principal tratamento para os últimos estágios da doença. A maioria dos casos de triquíase tracomatosa ocorrem na África sub-saariana. Eles são geralmente tratados por enfermeiros com formação cirúrgica limitada. Infelizmente, os resultados da cirurgia podem ser bastante variáveis, com frequentes triquíase relatada no pós-operatório. Por isso, nós queremos descobrir que tipos de cirurgia e outras intervenções dão os melhores resultados no tratamento desta condição.

Características do estudo
Identificamos 13 ensaios clínicos controlados randomizados. Eles foram todos conduzidos em países de tracoma-endêmicos (principalmente na África Sub-saariana), com as intervenções cirúrgicas realizadas por cirurgiões não-médico. Cinco estudos compararam diferentes tratamentos cirúrgicos. Três estudos investigaram se o tratamento com antibiótico azitromicina após a cirurgia melhora os resultados. Um estudo comparou diferentes tipos de suturas. Um estudo comprou cirurgia com o arrancamento dos cílios (epilação). Um estudo comparou os desfechos de tratamento realizado na comunidade com o cuidado hospitalar. Um estudo comparou os resultados da cirurgia realizada por oftalmologistas com as dos técnicos não especializados. A evidência é atual até Maio de 2015. A maioria dos estudos foram financiados por conselhos de pesquisa governamentais ou fundações de caridade.

Principais resultados
Estes ensaios clínicos sugeriram que a cirurgia mais eficaz requer incisão em toda a espessura da placa do tarso e rotação da borda da pálpebra. O uso de uma pinça cirúrgica palpebral melhora os contornos da pálpebra e reduz a formação de granulomas. Seda e suturas absorvíveis dão resultados comparáveis. A adição do tratamento com azitromicina no momento da cirurgia pode reduzir a triquíase no pós-operatório, em determinadas condições. A epilação é menos eficaz do que a cirurgia no tratamento da triquíase, mas tem resultados comparáveis ​​para visão e alterações corneanas dois anos após a intervenção. A cirurgia de base comunitária foi mais conveniente para os pacientes, reduzindo o tempo e o custo de viajar para um hospital convencional, e não aumentam o risco de complicações ou recorrência. Cirurgia realizada por oftalmologistas e por trabalhadores integrados de saúde ocular foram igualmente eficazes. Destruir as raízes dos cílios por congelamento ou ablação elétrica parecia ter baixas taxas de sucesso e o equipamento necessário é caro e pode ser difícil de manter.

Qualidade da evidência
A qualidade da evidência destes ensaios clínicos controlados randomizados foi variável. A maior parte era de alta qualidade. No entanto, vários foram relativamente pequenos em tamanho e vários tiveram problemas potenciais de viés devido ao método de randomização e mascaramento.

Conclusões dos autores: 

Não há estudos concebidos para avaliar as intervenções para prevenir a cegueira por triquíase como desfecho; no entanto, vários encontraram melhoria modesta na visão após a intervenção. Certas intervenções têm mostrado serem mais efetivos na eliminação da triquíase. Incisão de espessura total da placa do tarso e rotação da margem da pálpebra suporte dos cílios verificou-se ser a melhor técnica e é preferivelmente realizada na comunidade. A cirurgia pode ser realizada por um oftalmologista ou um assistente oftálmico treinado. Cirurgia realizada com seda ou suturas absorvíveis deu resultados comparáveis. Azitromicina no pós-operatório encontrou melhores resultados, onde a recorrência foi baixa.

Leia o resumo na íntegra...
Introdução: 

O tracoma é a principal causa infecciosa de cegueira. A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda eliminar a cegueira tracomatosa através da estratégia SAFE: cirurgia para triquíase, tratamento com antibióticos, limpeza facial e higiene ambiental. Esta é uma atualização de uma revisão Cochrane publicada pela primeira vez em 2003, e atualizada anteriormente, em 2006.

Objetivos: 

Avaliar os efeitos das intervenções para triquíase tracomatosa para as pessoas que vivem em áreas endêmicas.

Estratégia de busca: 

Buscamos em CENTRAL (o qual contém o Cochrane Eyes and Vision Group Trials Register) (2015, Edição 4), Ovid MEDLINE, Ovid MEDLINE In-Process and Other Non-Indexed Citations, Ovid MEDLINE Daily, Ovid OLDMEDLINE (Janeiro de 1946 a Maio de 2015), EMBASE (Janeiro de 1980 e Maio de 2015), o registro ISRCTN ( www.isrctn.com/editAdvancedSearch ), ClinicalTrials.gov (www.clinicaltrials.gov) e o WHO International Clinical Trials Registry Platform (ICTRP)(www.who.int/ictrp/search/en). Não utilizamos qualquer restrição de data ou linguagem nas buscas eletrônicas para os ensaios clínicos. A última busca em bancos de dados eletrônicos foi em 07 de Maio de 2015. Buscamos nas ​​listas de referência dos estudos incluídos para identificar outros possíveis estudos relevantes. Também foram contatados autores para obter detalhes de outros estudos pertinentes.

Critérios de seleção: 

Foram incluídos ensaios clínicos randomizados de qualquer intervenção destinada a tratar triquíase tracomatosa.

Coleta dos dados e análises: 

Três revisores, independentemente, selecionaram e avaliaram os ensaios clínicos, incluindo o risco de viés. Entramos em contato com autores dos estudos para dados perdidos quando necessário. O nosso desfecho primário foi triquíase no pós-operatório, que foi definido como qualquer cílio tocando o globo em três meses, um ano ou dois anos após a cirurgia.

Principais resultados: 

Treze estudos preencheram os critérios de inclusão, com 8586 participantes. A maioria dos estudos foram realizados na África sub-saariana. A maioria dos estudos eram de baixo risco ou risco incerto de viés.

Cinco estudos compararam diferentes intervenções cirúrgicas. A maioria das intervenções cirúrgicas foram realizadas por técnicos não-médico. Estes estudos sugerem que a cirurgia mais efetiva é incisão em toda a espessura da placa do tarso e rotação da faixa do tarso terminal. Os dados recolhidos de dois estudos sugeriram que a rotação bilamelar foi mais efetivo do que a rotação unilamelar (ou seja, RR 0,29, IC de 95% 0,16 a 0,50). Uso de uma pinça palpebral reduziu as anormalidades de contorno palpebral (RR 0,65, IC 95% 0,44 a 0,98) e formação de granulomas (RR 0,67, IC 95% 0,46 a 0,97). Suturas absorvíveis deu resultados comparáveis ​​a suturas de seda (RR 0,90, IC 95% 0,68 a 1,20) e foram associados com a menor frequência a formação de granuloma (RR 0,63, IC 95% 0,40 a 0,99). A epilação foi menos efetivo na prevenção de cílios tocarem o globo do que a cirurgia de triquíase leve, mas teve resultados comparáveis ​​para visão e alterações da córnea. Azitromicina peri-operatório reduziu a triquíase pós-operatório; no entanto, a estimativa do efeito era imprecisa e compatível com nenhum efeito ou aumento da triquíase (RR 0,85, IC 95% 0,63 a 1,14; 1954 olhos; 3 estudos). A cirurgia de base comunitária, quando comparado aos centros de saúde aumentaram com desfechos comparáveis. Cirurgia realizada por oftalmologistas e os trabalhadores integrados de saúde ocular era comparável. Os eventos adversos foram geralmente pouco frequentes ou leves e incluíram infecções pós-operatórias raras, anormalidades de contorno das pálpebras e granulomas conjuntivais.

Notas de tradução: 

Tradução da Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil (Laryssa Kataki de Oliveira Veloso) Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com Translation notes: CD000000

Tools
Information
Share/Save