Gold pode ter um pequeno impacto em asmáticos dependentes de corticoesteróides, mas os efeitos adversos são graves e uma monitorização cuidadosa é necessária.

Algumas pessoas dependem de corticoesteróides para o controle da asma. Os corticoesteróides ajudam a reduzir a inflamação (edema) das vias aéreas (locais de passagem de ar para os pulmões) associados a asma. O uso prolongado destes medicamentos pode levar a graves efeitos adversos, com isso, outras alternativas e o desmame do uso de corticóides são, as vezes, testados. Gold é usado por pessoas com outros tipos de problemas inflamatórios (como artrite reumatóide). A revisão de ensaios clínicos evidenciou que pessoas com asma tomando gold precisam de monitorização cuidadosa, devido a seus efeitos prejudiciais, e podem apresentar apenas um pequeno impacto nos sintomas da asma.

Conclusão dos autores: 

As alterações encontradas nestes ensaios clínicos foram pequenas e de provável limitação clínica. Devido aos efeitos adversos do gold e a necessidade de monitorização, o uso de gold como agente poupador de corticoesteróides na asma não pode ser recomendado.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

Os pacientes com asma crônica grave são, geralmente, dependentes a longo prazo de prescrições de corticóides orais. O uso de corticóides orais está associado a efeitos colaterais severos. Os médicos que tratam tais pacientes continuam procurando por alternativas terapêuticas que reduzam a necessidade do uso crônico de corticóides orais. Gold é composto por agentes imunossupressores, e possui benefícios no tratamento de doenças inflamatórias. Portanto, foi identificado como agente potencialmente útil para o tratamento de asma crônica grave com possível eficiência como agente poupador de esteróide.

Objetivos: 

O objetivo desta revisão foi avaliar os efeitos da adição de gold à esteróides orais para o tratamento de indivíduos asmáticos crônicos dependentes de esteróides.

Estratégia de busca: 

O Cochrane Airways Group Especializado Register de ensaios clínicos e listas de referência dos artigos identificados foram buscados. A busca ocorreu no período de Setembro de 2010.

Critérios de seleção: 

Os ensaios clínicos randomizados que apresentem adição de gold comparado com placebo em indivíduos asmáticos dependentes de esteróides.

Coleta dos dados e análises: 

A qualidade dos ensaios clínicos foi avaliada e os dados foram extraídos por dois revisores, independentemente. Os autores dos estudos foram contactados para informações ausentes.

Resultados principais: 

Três ensaios clínicos preencheram os critérios de inclusão da revisão e um total de 376 pacientes foram recrutados para esses estudos. Dados de 311 pacientes puderam ser analisados. Houve um pequeno, mas significante, efeito do tratamento com gold em termos de redução da dose de esteróides (índice de probabilidade 0,51, intervalo de confiança 95% 0,31, 0,83). Nenhuma meta análise pode ser realizada para mensurar a função pulmonar, apesar que, no geral, houve algumas mudanças sugerindo benefícios positivos do gold. Houve tendência sugestiva de efeitos adversos, mas não significantes em pacientes tratados com gold com respeito à proteinúria (índice de probabilidade 1,4, intervalo de confiança 95% 0,6, 3,3) e dermatite/ eczema (índice de probabilidade 2,1, intervalo de confiança 95% 0,9, 4,7). Buscas atualizadas realizadas em Setembro de 2007 e 2010 não apresentaram novos estudos.

Notas de tradução: 

Tradução da Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil (Marcelo de Paula Mendes Castilho) Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com Translation notes: CD002985

Tools
Information
Share/Save