Inseminação intra-uterina na subfertilidade de causa desconhecida

Pergunta de revisão

Será que o tratamento com inseminação intra-uterina (IIU), associada ou não a fármacos para fertilidade, quando comparada com relações sexuais programadas ou com a atitude expectante, associada ou não a fármacos para fertilidade, ou que a IIU associada a fármacos para fertilidade em comparação com IIU sem fármacos para a fertilidade melhora a taxa de nados vivos em casais com subfertilidade de causa desconhecida?

Contexto:

A IIU é um tratamento utilizado frequentemente em casais com subfertilidade de causa desconhecida. Num ciclo de IIU, o esperma do parceiro masculino é preparado e colocado diretamente na cavidade uterina na altura da ovulação. Os ciclos de IIU podem ser usados em associação com medicamentos para fertilidade que aumentem o número de óvulos disponíveis. No entanto, esses fármacos podem ter efeitos adversos e aumentam o risco de gestação múltipla. Também foi demonstrado que a atitude expectante e as relações sexuais programadas aumentam as taxas de gravidez que resultam em nados vivos. O objetivo desta revisão, é melhorar o processo de decisão do tratamento mais adequado para casais com subfertildiade de causa desconhecida.

Características do estudo

Foram identificados 15 ensaios clínicos aleatorizados que incluíram 2068 mulheres. As mulheres que foram tratadas com IIU, associada ou não a fármacos para fertilidade, foram comparadas àquelas que foram alocadas a relações sexuais programadas ou atitude expectante, com ou sem medicamentos para fertilidade, e as mulheres que receberam IIU associada a fármacos para fertilidade foram comparadas àquelas que foram tratadas com IIU sem fármacos associados. Os desfechos primários foram a taxa de nados-vivos e taxa de gravidez múltipla. Os desfechos secundários incluíram a taxa de gravidez, a taxa de aborto e outros eventos adversos. A evidência é relativa a outubro de 2019.

Resultados principais

Para a maioria dos grupos de tratamento, não é certo se o tratamento com um tipo de tratamento de IIU melhora as taxas cumulativas de nados-vivos com taxas aceitáveis de gestação múltipla quando comparadas a outro tipo de tratamento. No entanto, existe evidência de qualidade moderada de que, em casais com baixa probabilidade de concepção natural, o tratamento com IIU combinada com fármacos para a fertilidade provavelmente melhora as taxas cumulativas de nados-vivos quando comparada com a atitude expectante. Da mesma forma, há evidência de qualidade moderada de que o tratamento com IIU de forma isolada provavelmente melhora as taxas cumulativas de nados-vivos em comparação com a atitude expectante associada a fármacos para a fertilidade.

Qualidade da evidência:

A evidência foi de qualidade baixa a moderada para a taxa cumulativa de nados-vivos e de baixa qualidade para a gestação múltipla. A principal limitação foi a falta de precisão nos achados, devido à inclusão de poucos estudos com amostras pequenas.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Ana Dagge, Serviço de Ginecologia e Obstetrícia, Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save