Anti-inflamatórios não esteróides versus corticosteróides para o controlo da inflamação ocular após cirurgia de catarata não complicada

Objetivo da revisão
O objetivo desta revisão foi perceber se anti-inflamatórios não esteróides (AINES) (de forma isolada ou em combinação com corticosteróides tópicos) ou corticosteróides tópicos de forma isolada eram melhores no controlo da inflamação ocular após cirurgia de catarata. Os autores da revisão Cochrane reuniram e analisaram todos os estudos relevantes para responder à questão e encontraram 48 estudos elegíveis,

Mensagens-chave
Não é claro de AINEs ou corticosteróides são melhores no tratamento de inflamação ocular após cirurgia de catarata. Existiam muitas combinações de fármacos e regimes de dosagem no estudos incluídos. A maioria dos estudos não apresentou dados sobre a inflamação ocular.

O que foi estudado nesta revisão?
A cirurgia de catarata é um dos procedimentos oculares mais comumente realizados. A inflamação ocular é comum após cirurgia de caratara. Se não tratada, pode causar múltiplas complicações. AINEs ou corticosteróides são tipicamente utilizados para o controlo do edema após cirurgia de catarata. Estes fármacos atuam de forma diferente, pelo que se torna necessário comparar os seus efeitos. Os autores da revisão Cochrane compararam a eficácia de AINEs (sozinho ou em combinação com corticosteórides) versus corticosteróides sozinhos para controlo do edema após cirurgia de catarata.

Resultados principais
Incluímos 48 ensaios clínicos controlados e aleatorizados de 17 países diferentes. Quinze estudos compararam um AINE com um cortiscosteróide. Dezanove estudos compararam um AINE juntamente com corticosteróide versus corticosteróide de forma isolada. Catorze outros estudos tinham mais do que dois braços de estudo, com diferentes combinações de AINEs e de corticosteróides.

Na comparação dos participantes que receberam AINE com aqueles que receberam corticosteróide:

- era incerto se o número de células, que é um sinal de inflamação intra-ocular, era mais elevado ou mais baixo

- havia menos flare (outro sinal de inflamação intraocular, no qual um feixe de luz de torna visível ao passar através de fluidos oculares, tal como o feixe de uma lanterna) na porção posterior do olho no grupo que recebeu apenas AINE

- era incerto se havia mais edema de córnea, a porção anterior e transparente do olho que se torna menos transparente se edemaciada, um mês após a cirurgia

- havia um risco menor de desenvolvimento de edema macular cistóide (fluido edema na porção do olho chamada de mácula, a porção central da retina, uma membrana sensível à luz que é responsável pela visão em detalhe e que se danificada pode tornar a visão turva e distorcida) no grupo que recebeu apenas AINE.

Os estudos incluídos nesta comparação não forneceram informação suficiente sobre a acuidade visual em detalhe, o tempo que participantes precisaram de tratamento, efeitos adversos da medicação ou custos.

Em comparação com participantes que receberam uma combinação de AINE e de corticosteroides comparados com os que receberam apenas corticosteroides:

- havia mais edema de córnea no grupo que recebeu a combinação dos dois fármacos

- havia uma risco menor de desenvolvimento de edema macular cistóide uma semana após a cirurgia no grupo que recebeu uma combinação dos dois tipos de fármacos

Os estudos incluídos não deram informação suficiente para analisar a quantidade de células na porção posterior do olho, acuidade visual de detalhe, período de tempo em que os participantes precisaram de tratamento, efeitos adversos da medicação ou custos.

Esta revisão comparou muitos tipos de fármacos, dosagens e tratamentos. Tentámos analisar todos os tipos de anti-inflamatórios nesta revisão. AINEs considerados nesta revisão foram a indometacina, cetorolac, napafenac, declofenac, bromofenac, flubiprofeno e pranoprofeno. Os corticosteróides incluídos nesta revisão foram dexametasona, acetato de prednisolona, betametasona, rimexolona, fluorometolona e loteprednol. Uma futura revisão com diferentes resultados analisados pode ser mais eficaz em determinar se AINEs ou corticosteróides são melhores no tratamento do edema após cirurgia de catarata.

Quão atualizada está esta revisão?
Os autores Cochrane procuram estudos que tinham sido publicado até 16 de Dezembro de 2016.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Inês Leal, Serviço de Oftalmologia, Centro Hospitalar Lisboa Norte, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save