Racecadotril para tratamento de crianças com menos de cinco anos de idade com diarreia aguda

Qual foi o objetivo desta revisão?

O objetivo desta revisão da Cochrane foi avaliar se o racecadotril é eficaz no tratamento de crianças com menos de cinco anos com diarreia. Os autores da revisão da Cochrane identificaram e analisaram todos os ensaios relevantes para responder a esta pergunta, tendo incluído sete ensaios clínicos nesta revisão.

Mensagens chave

O racecadotril pode reduzir o risco de desidratação. Não é certo se altera ou não o número de dejeções diarreicas ou a duração da diarreia.

O que foi estudado nesta revisão?

A diarreia é uma das principais causas de morte em crianças com menos de cinco anos de idade, especialmente em países de baixo rendimento. As crianças que têm diarreia apresentam habitualmente dejeções aquosas e frequentes, o que pode causar perdas excessivas de líquidos e eletrólitos (desidratação). Recomenda-se a reposição de fluídos para prevenir e tratar a desidratação causada pela diarreia. O racecadotril tem sido utilizado, adicionalmente à reposição de fluídos, para o tratamento da diarreia em crianças, uma vez que reduz a secreção de água e eletrólitos pelo aparelho digestivo. O fármaco deve melhorar os sintomas da diarreia (encurtar a duração da diarreia ou reduzir a frequência das dejeções), bem como reduzir o risco de falência da reidratação. No entanto, não é claro se o racecadotril é realmente eficaz em crianças com diarreia.

Quais foram os principais resultados?

Os autores da revisão procuraram os ensaios disponíveis e incluíram sete ensaios. Os ensaios, no total, incluíram 1140 crianças com idades compreendidas entre os 3 meses e os 5 anos. As crianças que receberam racecadotril foram comparadas com um grupo de controlo (crianças que, em vez de racecadotril, receberam um placebo (uma preparação que simula o fármaco mas que não contém racecadotril) ou nada). A análise mostrou que as crianças com diarreia que receberam racecadotril, em comparação com placebo ou nenhum fármaco:

• o racecadotril pode reduzir o risco de falência da reidratação (evidência baixa);
• é incerto se o racecadotril encurta ou não a duração da diarreia (evidência muito baixa);
• é incerto se o racecadotril influencia o número de dejeções (evidência muito baixa);
• o racecadotril pode reduzir o peso das dejeções (evidência baixa);
• o racecadotril pode fazer pouca ou nenhuma diferença na duração do internamento hospitalar para doentes internados (evidência baixa);
• o racecadotril pode fazer pouca ou nenhuma diferença nas taxas de eventos secundários (evidência baixa)

Quão atualizada está esta revisão?

Os autores desta revisão pesquisaram estudos publicados até 4 de Março de 2019.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Rute Baeta Baptista. Unidade de Nefrologia Pediátrica, Hospital Dona Estefânia, Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save