Os programas familiares para prevenir que jovens abusem do álcool podem funcionar

Realizamos uma revisão sistemática Cochrane envolvendo 12 ensaios clínicos randomizados que examinaram a efetividade de programas focados na família para prevenir o abuso de álcool em jovens. No contexto das famílias, os programas de prevenção universal se baseiam principalmente em apoiar o desenvolvimento de habilidades parentais, incluindo apoio parental, reforço positivo, estabelecimento de regras e limites claros e vigilância por parte dos pais. Esses programas também podem incluir ensinar aos jovens como desenvolver habilidades sociais e resistir à pressão dos pares, assim como o desenvolvimento de normas comportamentais e de pressão positiva dos pares.

A maioria dos estudos incluídos nesta revisão relatou efeitos positivos dos programas familiares para a prevenção do abuso de álcool por jovens. Porém, dois estudos com grande número de participantes não relataram efeitos benéficos desses programas. Em conclusão, esta revisão Cochrane aponta que as intervenções familiares para prevenção do abuso de álcool entre jovens produzem efeitos pequenos porém consistentes e que esses efeitos persistem no médio e no longo prazo.

Conclusão dos autores: 

Em conclusão, esta revisão sistemática da Cochrane aponta que os efeitos das intervenções de prevenção do abuso de álcool baseadas na família são pequenos mas consistentes e que esses efeitos persistem no médio e no longo prazo.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

O uso abusivo de álcool em jovens é motivo de preocupação para os sistemas de saúde, para os responsáveis por políticas de saúde, para as pessoas que trabalham com prevenção, para o sistema de justiça criminal e para pessoas que trabalham com jovens, assim como para professores e pais.

Objetivos: 

Revisar de forma sistemática a evidência sobre a efetividade dos programas universais focados na família para prevenir o abuso do álcool em escolares e jovens até os 18 anos de idade. Atualizar parte de uma revisão sistemática anteriormente publicada pela Cochrane.

Estratégia de busca: 

Da revisão Cochrane anterior, selecionamos toda evidência relevante que havia sido publicada até 2002. Fizemos buscas nas seguintes bases de dados, procurando por estudos publicados posteriormente (até julho de 2010): MEDLINE, Cochrane Central Register of Controlled Trials, EMBASE, Project CORK,e PsycINFO.

Critérios de seleção: 

Foram incluídos estudos randomizados que avaliavam programas universais de prevenção familiar e que relatavam resultados sobre o uso de álcool em escolares com 18 anos de idade ou menos. Dois revisores avaliaram os títulos/resumos e selecionaram os textos completos das citações identificadas pelas buscas eletrônicas. Dois revisores extraíram os dados relevantes de cada estudo de forma independente,

Coleta dos dados e análises: 

usando um formulário de extração de dados criado antes do início da revisão. O risco de viés dos estudos foi avaliado.

Resultados principais: 

A revisão incluiu 12 ensaios clínicos com grupos paralelos. A qualidade de publicação dos estudos foi baixa; apenas 20% deles relataram métodos adequados para randomização e ocultação da alocação. Cerca de metade dos estudos foram categorizados como tendo baixo risco de viés para dados incompletos e 30% tiveram risco de viés incerto para esse domínio. Devido à grande heterogeneidade entre as intervenções, populações e desfechos, apresentamos os resultados apenas qualitativamente (ou seja, não fizemos metanálises combinando os dados de vários estudos).

Dentre os 12 estudos, 9 mostraram alguma evidência de efetividade da intervenção em comparação com um grupo controle ou outro grupo de intervenção, com persistência dos efeitos no médio e longo prazo. Quatro dessas intervenções efetivas foram especificamente focadas em mulheres jovens. Dentre os outros 3 estudos sem efetividade, 1 pesquisa com pequeno tamanho amostral mostrou efeitos positivos que não foram estatisticamente significativos, e 2 estudos, com maior número de participantes, não relataram efeitos significativos da intervenção familiar para a redução do abuso do álcool.

Notas de tradução: 

Tradução do Centro Cochrane do Brasil – Centro Afiliado Ceará (Thayse Croccia). Contato: tradutores@centrocochranedobrasil.org.br.

Tools
Information
Share/Save