Aconselhamento nutricional para melhorar os resultados em gestações múltiplas

Em gestações múltiplas (gêmeos, trigêmeos e mais), a taxa metabólica da mãe é maior do que em mulheres que estão carregando um único bebê, então uma dieta de alta caloria pode também ajudar a manter o estado nutricional da mãe. Gestações múltiplas tem um maior risco de complicações para as mulheres e seus bebês do que gestações únicas. Em particular, crescimento prejudicado dos bebês no útero, nascimento prematuro e baixo peso ao nascer são mais comuns.

Tem sido sugerido que uma dieta especial de alto teor calórico para a mulher grávida pode melhorar os resultados para os bebês. No entanto, aumentar o ganho de peso artificialmente pode não trazer qualquer vantagem e pode ser desagradável para a mãe. Pode até contribuir para problemas de longo prazo para a mulher com excesso de peso. Esta revisão Cochrane objetivou identificar estudos controlados de qualidade que compararam dietas especiais com dietas normais, ou ensaios clínicos que analisaram conselhos sobre dietas especiais, mas nenhum foi encontrado. Ou seja, não há evidências de estudos randomizados para orientar se um aconselhamento dietético específico para mulheres com gestação múltipla faz mais bem do que mal.

Conclusão dos autores: 

Não há evidências robustas de ensaios clínicos randomizados para indicar se as dietas especializadas ou aconselhamento nutricional para mulheres com gestações múltiplas fazem mais bem do que mal. Há uma clara necessidade de realizar um ensaio clínico controlado randomizado.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

Gestações múltiplas são associadas com altas taxas de mortalidade perinatal e morbidade do que gestações únicas, principalmente devido ao aumento do risco de nascimento prematuro. Dado que resultado fetal é melhor em um determinado intervalo de ganho de peso materno, tem sido sugerido que as mulheres com gestações múltiplas deveriam ter dietas especiais (particularmente dietas de alto teor calórico) concebidos para aumentar o ganho de peso. No entanto, "o ganho de peso ideal" na mãe em estudos retrospectivos pode apenas refletir um bom crescimento de seus bebês no momento do nascimento ou próximo do termo (ambos associados com um bom resultado) e o ganho de peso impulsionado artificialmente pela entrada nutricional pode não conferir vantagem. Na verdade, uma dieta de alto teor calórico pode ser desagradável para consumo, e pode levar a problemas de longo prazo de excesso de peso. Portanto, é importante estabelecer se as dietas especializadas são realmente um benefício para as mulheres com gestações múltiplas e seus bebês.

Objetivos: 

Avaliar os efeitos de dietas especializadas ou aconselhamento nutricional para mulheres com gestações múltiplas (dois ou mais fetos).

Estratégia de busca: 

Buscamos no Cochrane Pregnancy and Childbirth Group's Trials Register (15 de Junho de 2015).

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos controlados randomizados, quasi-randomizados e cluster-randomizados de mulheres com gestações múltiplas (dois ou mais fetos) tanto nulíparas como multíparas e seus bebês. Estudos cross-over e estudos reportados apenas como resumos não foram incluídos.

Coleta dos dados e análises: 

Não identificamos nenhum ensaio clínicos para inclusão nesta revisão.

Resultados principais: 

Uma busca compreesniva no Cochrane Pregnancy and Childbirth Group's Trials Register não encontrou ensaios clínicos potencialmente elegíveis relatados.

Notas de tradução: 

Tradução da Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil (Caroline de Barros Gomes) Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com Translation notes:CD008867

Tools
Information
Share/Save