Estratégias que visam mudar a cultura organizacional para melhorar o desempenho dos sistemas de saúde.

O termo ‘cultura organizacional’ se refere às características compartilhadas entre as pessoas de uma mesma organização. Essas características podem incluir: crenças, valores, normas comportamentais, rotinas, tradições e significados valiosos para a organização. Nos últimos anos, tem se enfatizado muito a necessidade de mudar tanto a cultura organizacional como a estrutura organizacional, para melhorar o desempenho dos sistemas de saúde A gestão da cultura organizacional é cada vez mais vista como uma parte necessária das reformas do sistema de saúde. Porém, a evidência proveniente da literatura sobre a relação entre a cultura organizacional e o desempenho dos sistemas de saúde ainda é fraca. Portanto, é importante que os formuladores de políticas analisem qual é o efeito das estratégias que buscam mudar a cultura organizacional sobre o desempenho dos sistemas de saúde.

Essa revisão Cochrane não encontrou nenhuma evidência rigorosa que avaliou o efeito de estratégias para mudar a cultura organizacional sobre o desempenho dos sistemas de saúde. Há alguns exemplos (entre os estudos excluídos) de pesquisadores tentando fazer isso, mas ainda faltam estudos bem desenhados.

Conclusão dos autores: 

Como não encontramos nenhum estudo que preenchesse os critérios metodológicos desta revisão, não pudemos chegar a nenhuma conclusão sobre a efetividade das estratégias para mudar a cultura organizacional. É necessário fazer mais pesquisas para melhorar as evidências sobre a efetividade de intervenções de mudança da cultura organizacional para melhorar o desempenho dos sistemas de saúde.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

A cultura organizacional é uma metáfora antropológica usada nas pesquisas e consultorias, e para explicar ambientes organizacionais. Nos últimos anos, tem se colocado muita ênfase na necessidade de mudar a cultura organizacional para melhorar a eficiência do desempenho dos sistemas saúde. Porém, a natureza exata da cultura organizacional nas políticas de saúde muitas vezes não é adequadamente especificada e a conveniência e viabilidade das estratégias a serem adotadas têm sido questionadas.

Objetivos: 

Avaliar a efetividade de estratégias que visam mudar a cultura organizacional para melhorar o desempenho dos sistemas de saúde.

Examinar a efetividade dessas estratégias de acordo com diferentes padrões de cultura organizacional.

Estratégia de busca: 

Pesquisamos as seguintes base de dados eletrônicas para identificar estudos primários: The Cochrane Central Register of Controlled Trials, MEDLINE, EMBASE, CINAHL, Sociological Abstracts, Web of Knowledge, PsycINFO, Business and Management, EThOS, Index to Theses, Intute, HMIC, SIGLE e Scopus até outubro de 2009. Fizemos buscas na Database of Abstracts of Reviews of Effectiveness (DARE) para identificar revisões relacionadas ao tema. Pesquisamos também as listas de referências de todos os artigos e das revisões relevantes selecionadas. Também entramos em contato com especialistas na área para identificar mais estudos potencialmente relevantes.

Critérios de seleção: 

Incluímos ensaios clínicos randomizados (ECRs) ou estudos quasi-experimentais bem delineados, ensaios clínicos controlados (ECCs), estudos controlados “antes-e-depois” (CBAs) e análise de séries temporais interrompidas (ITS) que preenchessem os critérios de qualidade utilizados pelo grupo Cochrane Effective Practice and Organisation of Care (EPOC). Os estudos deveriam ser desenvolvidos em qualquer tipo de organização de saúde que testaram estratégias para mudar a cultura organizacional a fim de melhorar o desempenho do sistema de saúde. Nossos desfechos principais foram medidas objetivas do desempenho profissional e desfechos do paciente.

Coleta dos dados e análises: 

Dois autores, trabalhando de forma independente, usaram os critérios de inclusão e exclusão para selecionar as referências baseado nos títulos e resumos, e depois selecionar os artigos na integra para serem incluídos na revisão. A cada estágio, os resultados dos autores foram comparados e as discrepâncias foram resolvidas por meio de discussões.

Resultados principais: 

A estratégia de busca identificou 4239 citações. Após a avaliação dos textos completos, nenhum estudo que avaliou os efeitos de estratégias para mudar a cultura organizacional sobre o desempenho do sistema de saúde preencheu os critérios de qualidade usados pelo grupo EPOC

Notas de tradução: 

Tradução do Centro Cochrane do Brasil (Rafael Lima Mc Gregor von Hellmann). Contato tradutores@centrocoharnedobrasil.org.br

Tools
Information
Share/Save