Soluções de diálise biocompatíveis para diálise peritoneal

Qual é o problema?

A diálise peritoneal é um modo de tratamento de diálise destinado a doentes com doença renal crónica estádio 5 e que é realizado no domicílio. Neste tratamento, os doentes realizam diálise colocando soluções de diálise peritoneal no seu abdómen. Na diálise peritoneal a superfície de revestimento da cavidade abdominal denominada membrana peritoneal é utilizada como um filtro, através do qual as toxinas e os fluídos são removidos do corpo. A longevidade da diálise peritoneal pode ser limitada pela lesão da membrana peritoneal, a qual ocorre em parte devido à utilização de soluções de diálise peritoneal biologicamente não compatíveis, as quais são ácidas e apresentam níveis elevados de glicose e produtos de degradação da glicose. De modo a ultrapassar estas limitações e a conferir benefício ao doente têm sido fabricadas soluções de diálise peritoneal biocompatíveis. Estas soluções apresentam um pH neutro e níveis reduzidos de produtos de degradação da glicose ou icodextrina como alternativa à glicose.

O que fizemos?

Realizámos uma revisão da literatura para avaliar os benefícios e riscos da utilização de soluções de diálise peritoneal biocompatíveis.

O que descobrimos?

Identificámos 42 estudos (3262 participantes) que avaliaram os efeitos destas soluções nos resultados dos doentes. Comparativamente às soluções de diálise peritoneal convencionais, descobrimos que as soluções de diálise peritoneal com pH neutro e com produtos da degradação da glicose reduzidos resultaram na melhoria da preservação da função renal residual e da quantidade de urina produzida pelo próprio doente. Os doentes que receberam soluções de diálise peritoneal sem conter glicose (icodextrina) obtiveram maior remoção de fluido com a diálise e apresentaram uma probabilidade 70% inferior de episódios de sobrecarga hídrica. Não se detetaram riscos significativos com qualquer uma das soluções de diálise peritoneal biocompatíveis. Muitos dos estudos foram limitados pela sua amostra reduzida, duração de seguimento curta, qualidade metodológica subóptima e divulgação inconsistente dos resultados. Consequentemente, é incerto o efeito das soluções de diálise peritoneal biocompatíveis na quantidade de tempo que um doente tem possibilidade de permanecer em diálise peritoneal bem como na sua sobrevida.

Conclusões
Comparativamente aos doentes em diálise peritoneal tratados com soluções de diálise peritoneal convencionais, os doentes tratados com soluções biocompatíveis apresentam benefícios importantes incluindo melhoria da preservação da função renal residual e quantidade de urina produzida com soluções de diálise peritoneal contendo produtos de degradação da glicose reduzidos e prevenção mais eficaz da sobrecarga hídrica com icodextrina. É incerto se estes benefícios permitem aos doentes permanecer mais tempo em diálise peritoneal ou viver mais tempo, sendo necessários mais estudos.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Miguel Bigotte Vieira, Serviço de Nefrologia e Transplantação Renal, Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte; Centro de Estudos de Medicina Baseada na Evidência, Faculdade de Medicina, Universidade de Lisboa, com o apoio da Cochrane Portugal

Tools
Information
Share/Save