Perda de peso para a prevenção primária de acidente vascular cerebral em adultos com sobrepeso e obesidade

Não existe evidência científica rigorosa que ligue o sobrepeso ou a obesidade com o aumento do risco de ter um derrame (acidente vascular cerebral-AVC).

O sobrepeso e a obesidade são problemas importantes de saúde pública e estão associados com vários problemas de saúde incluindo o derrame que é uma importante causa de morte e de incapacidade grave a longo prazo. Parece lógico que a perda de peso em pessoas com sobrepeso ou obesas deveria ser benéfica para a saúde, diminuindo o número e as consequências dos derrames. Uma pessoa com sobrepeso é aquela com um “índice de massa corporal” (IMC) entre 25,0 e 29,9 kg/m2 e o indivíduo obeso seria aquele com um IMC maior que 29,9 kg/m2. O IMC é obtido pela divisão do peso da pessoa em Kg pela sua altura ao quadrado.
Apesar de pesquisarmos exaustivamente toda literatura disponível, não conseguimos identificar nenhum estudo de boa qualidade que avaliasse a relação entre perda de peso e a ocorrência de derrames. Se pessoas com sobrepeso ou obesas querem reduzir seus riscos pela perda de peso elas precisam boa evidências para fazer isso, já que toda intervenção também pode ter consequências negativas. Por exemplo, emagrecer e engordar de novo (“efeito sanfona”) está associado com riscos como doenças cardiovasculares. Há uma necessidade urgente de novos estudos adequadas (bons ensaios clínicos controlados randomizados) para que no futuro seja possível fazer recomendações melhores sobre essa questão.

Conclusão dos autores: 

A obesidade parece estar associada com um aumento no risco de AVC e foi sugerido que a perda de peso poderia levar a uma redução da ocorrência de AVC. Entretanto, esta hipótese não é baseada em evidências científicas fortes provenientes de ECRs. Esta revisão sistemática identificou a necessidade urgente da realização de ECRs multicêntricos, bem desenhados e com poder adequado para avaliar os efeitos da perda de peso em pessoas com sobrepeso ou obesidade na ocorrência de AVC.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

A obesidade, uma doença crônica com alta prevalência mundial, tem sido associada com aumento da morbidade decorrente de vários problemas de saúde incluindo o acidente vascular cerebral (AVC), que é a terceira principal causa de morte em países desenvolvidos e uma das principais causas de incapacidade grave a longo prazo. A associação causal entre sobrepeso ou obesidade e AVC não está clara e não existe um estudo definitivo esclarecendo o papel do tratamento da obesidade na prevenção do primeiro AVC (prevenção primária). Devido à alta prevalência do AVC, seu custo econômico e seu grande impacto sobre a saúde, é importante identificar o possível impacto da perda de peso per se na incidência do AVC.

Objetivos: 

Avaliar os efeitos da perda de peso em pessoas com sobrepeso ou obesidade na incidência do AVC.

Estratégia de busca: 

As bases de dados eletrônicas MEDLINE, EMBASE, The Cochrane Library, LILACS, as plataformas de registros de ensaios em andamento e listas de referências foram usadas para identificar estudos relevantes.

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos randomizados (ECRs) comparando qualquer intervenção para a redução de peso (simples ou combinada) versus placebo ou nenhuma intervenção em pessoas com sobrepeso ou obesidade.

Coleta dos dados e análises: 

Nenhum ECR que pudesse ser incluído nesta revisão foi encontrado na literatura.

Resultados principais: 

Atualmente não há resultados para serem relatados.

Tools
Information
Share/Save