Acupuntura como tratamento para pessoas com glaucoma

Qual foi o objetivo desta revisão?
Esta revisão teve como objetivo avaliar se a acupuntura é útil e segura no tratamento de pessoas com glaucoma. Incluímos nesta revisão três ensaios concluídos e um ainda a decorrer.

Qual é a mensagem-chave desta revisão?
Neste momento, não é possível tirar conclusões confiáveis a partir dos dados disponíveis, que apoiem o uso da acupuntura no tratamento do glaucoma.

O que foi estudado nesta revisão?
O glaucoma é uma doença que causa dano ao nervo óptico e afeta a função visual. É uma das causas mais importantes de cegueira a nível mundial. Embora existam vários tratamentos disponíveis para o glaucoma, incluindo colírios, tratamento a laser e procedimentos cirúrgicos, alguns doentes podem procurar abordagens de medicina complementar ou alternativa, tal como a acupuntura para complementar o tratamento convencional.

Quais foram os principais resultados da revisão?
Os três estudos concluídos foram conduzidos em hospitais em Taiwan e nos Estados Unidos. Esses ensaios recrutaram participantes com glaucoma ou hipertensão intra-ocular (pressão ocular mais elevada que o normal mas sem dano glaucomatoso objectivável). Os ensaios diferem bastante nas intervenções comparadas, incluindo acupressão auricular (uma técnica alternativa de acupuntura), estimulação elétrica transcutânea do nervo e acupuntura em pontos oculares (12 sessões). A acupuntura pode ter um efeito muito pequeno na redução da pressão ocular, com muito baixa certeza desta evidência. Um estudo relatou sensibilidade causada pela agulha de acupuntura. Os ensaios não forneceram evidências de efeito no campo visual ou na acuidade visual.

Quão atualizada é esta revisão?
Os autores da revisão da Cochrane procuraram estudos que tinham sido publicados até 16 de Novembro de 2018.

Conclusão dos autores: 

Neste momento, é impossível tirar conclusões confiáveis a partir dos dados disponíveis, que apoiem o uso da acupuntura no tratamento do glaucoma. Devido a considerações éticas, ensaios clínicos randomizados (ECRs) comparando acupuntura isolada com o tratamento padrão para glaucoma ou com placebo dificilmente se justificam em países onde o padrão de tratamento já foi estabelecido. Como a maioria dos pacientes atualmente atendidos por oftalmologistas não utilizam a terapia não tradicional, as decisões na prática clínica deverão se basear no julgamento médico e na preferência do paciente, dada a falta de dados na literatura. A inclusão dos sete ensaios clínicos chineses em futuras atualizações desta revisão poderá mudar nossas conclusões.

Leia o resumo na íntegra...
Introdução: 

O glaucoma é uma neuropatia óptica multifatorial caracterizada pela perda adquirida de células ganglionares da retina, maior que a perda normal relacionada à idade, e pela atrofia correspondente do nervo óptico. Embora muitos tratamentos estejam disponíveis para controlar o glaucoma, o mesmo é uma condição crônica. Alguns pacientes podem buscar abordagens de medicina alternativa ou complementar tal como a acupuntura para completar o seu tratamento regular. A razão que embasa a acupuntura é que transtornos relacionados com o fluxo de Chi (o tradicional conceito chinês traduzido como força vital ou energia) podem ser prevenidos ou tratados pela estimulação de pontos relevantes na superfície do corpo.

Objetivos: 

O objetivo desta revisão foi avaliar a efetividade e a segurança da acupuntura em pessoas com glaucoma.

Métodos de busca: 

Nós pesquisamos na the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL) (que contém a the Cochrane Eyes and Vision Group Trials Register)(The Cochrane Library 2012, fascículo 12), Ovid MEDLINE, Ovid MEDLINE In-Process and Other Non-Indexed Citations, Ovid MEDLINE Daily, Ovid OLDMEDLINE (Janeiro de 1946 a Janeiro de 2013), EMBASE (Janeiro de 1980 a Janeiro de 2013), Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS) (Janeiro de 1982 a Janeiro de 2013), Cumulative Index to Nursing and Allied Health Literature (CINAHL) (Janeiro de 1937 a Janeiro de 2013), ZETOC (Janeiro de 1993 a Janeiro de 2013), Allied and Complementary Medicine Database (AMED) (Janeiro de 1985 a Janeiro de 2013), the metametaRegister of Controlled Trials (mRCT)(www.controlled-trials.com), ClinicalTrials.gov (www.clinicaltrials.gov),the WHO International Clinical Trials Registry Platform (ICTRP)(www.who.int/ictrp/search/en)e o National Center for Complementary and Alternative Medicine web site (NCCAM)(http://nccam.nih.gov). Nós não utilizamos nenhuma restrição de idioma ou data na pesquisa dos ensaios clínicos. A última pesquisa em bases de dados eletrônicas foi realizada em 8 de Janeiro de 2013, com exceção da NCCAM, que foi pesquisada pela última vez em 14 de Julho de 2010. Nós também pesquisamos manualmente revistas médicas chinesas da Peking Union Medical College Library em abril de 2007.

Pesquisamos o Chinese Acupuncture Trials Register, the Traditional Chinese Medical Literature Analysis and Retrieval System (TCMLARS), e the Chinese Biological Database (CBM) para a revisão original; nós não utilizamos estas bases de dados para a atualização da revisão em 2013.

Critério de seleção: 

Nós incluímos ensaios clínicos randomizados (ECRs) nos quais um braço do estudo envolveu tratamento com acupuntura.

Coleta dos dados e análises: 

Dois autores avaliaram de forma independente os resultados da busca e então os artigos completos foram verificados contra os critérios de elegibilidade. Nós resolvemos as divergências por meio de discussão.

Principais resultados: 

Nós incluímos um ensaio clínico completo e um em andamento, e coletamos sete ensaios clínicos que aguardam avaliação para elegibilidade. Esses sete ensaios clínicos foram escritos em chinês e foram identificados de uma revisão sistemática sobre o mesmo tema publicada numa revista chinesa. O ensaio clínico completo comparou a acupressão, uma técnica de acupuntura fora do padrão, com tratamento sham para glaucoma. Este ensaio clínico apresentou alto risco de viés para mascaramento dos avaliadores de desfechos, risco indeterminado de viés para relato seletivo de desfechos e baixo risco de viés para outros domínios. A diferença na pressão intraocular (medida em mmHg) no grupo de acupressão foi significativamente menor que no grupo sham em quatro semanas (-3.70, [-3,70 a -0,29] IC (intervalo de confiança) 95% para o olho direito; -4.90, [-8.08 a -1.72] II 95% para o olho esquerdo) não foi estatisticamente diferente em qualquer outro momento, incluindo o maior tempo de seguimento de oito semanas. Nenhuma diferença estatisticamente significante na acuidade visual foi notada em nenhum momento do seguimento. O ensaio clínico em curso foi registrado junto à International Clinical Trials Registry Platform (ICTRP) da Organização Mundial da Saúde. Até hoje este ensaio clínico não recrutou nenhum participante.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Inês Leal, Médica Oftalmologista, Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save