Remoção de pelos indesejados por sistemas de laser e fonte de luz intensa pulsada.

Crescimento de pelo indesejado é um desafio e consideráveis recursos são gastos para se alcançar a aparência livre de pelos. Remoção de pelos com dispositivos a laser (alexandrite, diodo, neodymium:YAG e rubi) e luz intensa pulsada são métodos muito difundidos para remoção de pelos, embora os efeitos a longo prazo sejam incertos.

Onze ensaios clínicos controlados randomizados foram incluidos na revisão, sendo nenhum deles de alta qualidade. Um enorme número de ensaios foi excluído, principalmente por não terem desenho de estudo randomizado. Aparentemente, há um efeito de curta duração com aproximadamente 50% de redução de pelos com o laser alexandrite e diodo, por até 6 meses após o tratamento, no entanto há poucas evidências para um efeito com a luz intensa pulsada, neodymium:YAG ou laser rubi. Remoção de pelos por longos períodos de tempo não foram registrados em nenhum tratamento. Efeitos adversos infrequentemente relatados foram dor, eritema, inchaço, pelos queimados ou mudanças de pigmentação.

Conclusão dos autores: 

Alguns tratamentos geram uma perda de pelo temporária por curto período de tempo. Pesquisa de alta qualidade é necessária sobre os efeitos do laser e da fotodepilação.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

O crescimento de pelos indesejados é um desafio terapêutico e consideráveis recursos são gastos para se alcançar a aparência livre de pelos. Depilação com dispositivos a laser (alexandrite, diodo, neodymium:YAG e rubi) e luz intensa pulsada são frequentemente utilizados embora os efeitos a longo prazo sejam incertos.

Objetivos: 

Avaliar os efeitos da depilação com laser e fonte de luz.

Estratégia de busca: 

Buscamos no Cochrane Skin Group's Specialised Register em Fevereiro de 2004; MEDLINE (desde 1966) and EMBASE (desde 1980) em Abril de 2005. Buscamos a lista de referências e contactamos os autores dos estudos coletados.

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos controlados randomizados de laser e fotodepilação.

Coleta dos dados e análises: 

O desfecho primário teve como objetivo a redução da quantidade de pelos, efeitos adversos e redução subjetiva da pilosidade. Os desfechos secundários eram a satisfação dos participantes e suas observações pessoais, tais como sofrimento, pelos mais finos ou pálidos. Dois autores independentemente extraíram os dados e avaliaram a qualidade dos estudos.

Resultados principais: 

Incluímos onze ensaios clínicos controlados randomizados envolvendo 444 pessoas, nenhum deles era de alta qualidade metodológica. Um enorme número de ensaios foram excluídos principalmente devido seus desenhos de estudo não-randomizados. Os procedimentos de randomização estavam pouco claros ou inadequados, usando moedas, alternação, sorteio ou cartas, ou tabelas com números aleatórios. As intervenções e desfechos eram muito heterogêneos para serem incluídos em uma metanálise. A maioria dos ensaios avaliaram o efeito a curto prazo do tratamento, por até 6 meses após o fim do tratamento Aparentemente, há um efeito de curta duração com aproximadamente 50% de redução de pelos com o laser alexandrite e diodo, por até 6 meses após o tratamento, no entanto há poucas evidências para um efeito com a luz intensa pulsada, neodymium:YAG ou laser rubi. Redução dos pelos a longo prazo não foi documentada por nenhum tratamento. Efeitos adversos infrequentemente relatados foram dor, eritema, inchaço, pelos queimados ou mudanças de pigmentação.

Notas de tradução: 

Notas de tradução CD004684.pub2

Tools
Information
Share/Save