Intervenções com alarme para enurese noturna (urinar na cama) em crianças

Pergunta da revisão

O treino com alarme é um tratamento eficaz para a enurese noturna em crianças?

Contexto

A enurese noturna é comum na infância e afeta até 20% das crianças com cinco anos. Embora as crianças possam recuperar espontaneamente, a enurese noturna pode ter significativos efeitos sociais, emocionais e psicológicos na criança e na sua família. Os tratamentos para enurese noturna incluem alarmes (ativados ao urinar), intervenções comportamentais e medicamentos.

Quão atualizada é esta revisão?

A evidência foi atualizada até 25 de junho de 2018.

Características do estudo

Esta revisão incluiu 74 ensaios clínicos envolvendo mais de 5983 crianças.

Fontes de financiamento dos estudos

Três dos estudos incluídos na revisão foram financiados ou apoiados por uma empresa farmacêutica.

Resultados principais

Alarmes podem ser melhores do que nenhum tratamento, em termos de redução do número de noites molhadas por semana e aumento do número de crianças com 14 noites secas consecutivas. Os alarmes podem aumentar o número de crianças que permanecem secas após interrupção do tratamento, em comparação com nenhum tratamento.

Não é certo que existam diferenças entre alarmes e intervenções comportamentais (como o treino vesical), ou entre alarmes e medicação com desmopressina, quer em termos de redução do número de noites molhadas por semana, aumentando o número de crianças que atingem 14 noites secas consecutivas ou aumentando o número de crianças que permanecem secas após a interrupção do tratamento.

É incerto se os alarmes reduzem o número de noites molhadas mais do que os medicamentos placebo, outros tipos de alarmes, medicamentos tricíclicos ou vários tratamentos, como hipnose ou dieta restrita.

O alarme associado à desmopressina pode reduzir o número de noites molhadas por semana em comparação com a desmopressina isolada. Pode aumentar o número de crianças que atingem 14 noites secas consecutivas e aumentar o número de crianças que permanecem secas após a interrupção do tratamento. O alarme associado ao treino da cama seca pode aumentar o número de crianças que atinge 14 noites secas consecutivas em comparação com o treino de cama seca isoladamente, sendo incerto se a resposta se mantém após a interrupção do tratamento.

Uma vez que a evidência é de qualidade muito baixa, não há certeza sobre a existência de diferenças de eficácia entre o alarme associado ao treino vesical versus o treino vesical isolado.

A terapia com alarme provavelmente reduz o número de crianças que experienciam eventos adversos em comparação com a desmopressina. Achamos que provavelmente há um ligeiro aumento nos eventos adversos entre alarmes com palavra de código e alarmes padrão, mas não existe ainda evidência suficiente para corroborar esta afirmação. Não temos certeza da segurança da terapia com alarme em comparação com outros tratamentos, porque a qualidade da evidência é muito baixa.

Qualidade da evidência:

A qualidade da evidência significa que, no geral, o nível de certeza das nossas conclusões é baixo.

Conclusões dos autores

A terapia com alarme pode ser mais eficaz do que nenhum tratamento, mas devido à evidência de baixa qualidade, não sabemos em que medida é mais eficaz do que nenhum tratamento. Adicionar terapia com alarme à desmopressina pode ser mais eficaz do que a desmopressina sozinha. Apesar do grande número de ensaios que identificámos, a evidência é de baixa certeza, o que significa que não podemos afirmar, a partir destes estudos, se a terapia com alarme é ou não melhor do que a maioria das outras terapias na redução da enurese noturna em crianças. Não podemos ter certeza dos seus efeitos até que existam ensaios melhor desenhados.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Mariana Morgado, Cirurgiã Pediátrica, Centro Hospitalar de Lisboa Norte, Lisboa, Portugal. Com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save