Exames de saúdes gerais para reduzir doença e mortalidade

Qual é o objetivo desta revisão?

O objetivo desta Revisão Cochrane foi averiguar se exames de saúde gerais reduzem doença e mortes. Esta é uma atualização de uma Revisão Cochrane anterior.

Mensagens-chave

É improvável que ofertas sistemáticas de exames de saúde sejam benéficas e podem levar a testes e tratamentos desnecessários.

O que foi estudado nesta revisão?

Exames de saúde gerais envolvem múltiplos testes a uma pessoa que não se sente doente. O propósito é identificar doença precocemente, prevenir o desenvolvimento de doença, ou providenciar tranquilidade. Exames de saúde são um elemento comum de cuidados de saúde em alguns países. A experiência de programas de rastreio para doenças individuais tem mostrado que os benefícios podem ser mais pequenos que o expectável e os malefícios maiores. Identificámos e analisámos todos os ensaios aleatorizados que comparavam convocatórias para um ou mais exames de saúde para o público geral com nenhuma convocatória. Analisámos o efeito na doença e no risco de morte, bem como outros resultados que refletem doença, por exemplo, hospitalização e absentismo do trabalho.

Quais são os principais resultados desta revisão?

Encontrámos 17 estudos aleatorizados que tinham comparado um grupo de adultos a quem foram oferecidos exames de saúde com um grupo a quem não foram oferecidos exames de saúdes.

Quinze estudos reportaram resultados e incluíram 251,891 participantes. Onze desses estudos tinham estudado o risco de morte, e incluíram 233,298 participantes e avaliaram 21,535 mortes. Esta é uma quantidade invulgarmente extensa de informação em pesquisa de cuidados de saúde, o que nos permitiu retirar as nossas principais conclusões com um elevado grau de certeza. Exames de saúde têm um pequeno ou nenhum efeito no risco de morte por qualquer causa (evidência com elevado grau de certeza), ou no risco de morte por cancro (evidência com elevado grau de certeza), e provavelmente têm um pequeno ou nenhum efeito no risco de morte por causas cardiovasculares (evidência com moderado grau de certeza). Do mesmo modo, exames de saúde têm um pequeno ou nenhum efeito em doença cardíaca (evidência com elevado grau de certeza) e provavelmente têm um pequeno ou nenhum efeito em acidente vascular cerebral (evidência com moderado grau de certeza).

Propomos que uma das razões para a aparente ausência de efeito possa ser porque os médicos dos cuidados primários já identificam e intervêm quando suspeitam que um paciente tem alto risco de desenvolver doença quando o observam por outras razões. Igualmente, aqueles com elevado risco de desenvolver doença podem não comparecer quando convocados para exames de saúde gerais ou podem não seguir testes e tratamentos sugeridos.

Quão atualizada é esta revisão?

Os autores desta revisão pesquisaram estudos publicados até 31 de Janeiro de 2018.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Beatriz Leal, Centro Hospitalar Lisboa Central, com o apoio da Cochrane Portugal.

Tools
Information
Share/Save