Quimioterapia e cuidados de suporte versus somente cuidados de suporte para câncer de pulmão não pequenas células avançado

Câncer de pulmão não pequenas células (CPNPC) é o tipo mais comum de câncer de pulmão Se o tumor tiver se disseminado do pulmão para outras partes do corpo (avançado) este não pode usualmente ser curado. Médicos usam tratamentos diferentes para prevenir ou aliviar os sintomas e manter o paciente bem por mais tempo. Este tipo de tratamento é às vezes chamado de melhores cuidados de suporte.

Em 1995, fizemos uma revisão sistemática e meta-análise de dados individuais de pacientes observando o acréscimo de quimioterapia (tratamento medicamentoso) aos melhores cuidados de suporte. Esta reuniu informações de todos os pacientes que participaram em ensaios semelhantes. Estes estudos compararam o que aconteceu com as pessoas com CPNPC que receberam quimioterapia e melhores cuidados de suporte com aqueles que só tinham recebido melhores cuidados de suporte.Nós encontramos que a quimioterapia ajudou os pacientes com CPNPC avançado a viver mais.

Desde que este estudo foi publicado, muitos novos ensaios foram realizados. Portanto, nós fizemos uma nova revisão sistemática e meta-análise de dados individuais de pacientes que incluiu todos ensaios, antigos e novos. Este estudo objetivou encontrar quanto melhor a quimioterapia, assim como os melhores cuidados de suporte tem ajudado aos pacientes a viver mais. Também foi observado se as novas drogas foram melhores ou piores que as drogas antigas, e se a quimioterapia ajudou a todos os tipos de pacientes.

Nós encontramos que pessoas com CPNPC avançado que receberam quimioterapia e melhores cuidados de suporte viveram mais que aqueles que receberam apenas melhores cuidados de suporte. Após 12 meses, 29 em cada 100 que receberam quimioterapia e melhores cuidados de suporte estavam vivos em comparação com 20 em cada 100 que receberam apenas melhores cuidados de suporte.

Alguns pacientes e médicos podem estar preocupados que os efeitos colaterais da quimioterapia superam os benefícios da administração. Neste projeto não fomos aptos para avaliar isto em detalhe. No entanto, três dos ensaios incluídos neste projeto relataram que para os pacientes que receberam a quimioterapia, a qualidade de vida foi igual ou melhor do que aqueles que não receberam quimioterapia.

Este estudo demonstrou que quimioterapia somada aos cuidados de suporte ajudou alguns pacientes a viver mais, mesmo os mais velhos e menos aptos.

A revisão foi atualizada em 2012.

Conclusão dos autores: 

Todos ensaios clínicos foram bons na qualidade metodológica não contendo riscos de viés. Esta meta-análise de quimioterapia no contexto dos cuidados de suporte demonstra que a quimioterapia melhora a sobrevida global em todos os pacientes com CPNPC avançado. Para pacientes que estão aptos e desejam recebe-la a quimioterapia deve ser oferecida.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

Desde nossa meta-análise de dados de pacientes individualizados de cuidados de suporte e quimioterapia para câncer de pulmão não pequenas células (CPNPC), publicada em 1995, muitos ensaios tem sido completados.Temos realizado uma atualização da meta-análise de dados de pacientes individualizados para avaliar protocolos mais recentes e determinar de forma conclusiva o efeito da quimioterapia.

Objetivos: 

Avaliar o efeito na sobrevida de cuidados de suporte e quimioterapia versus cuidados de suporte sozinho em CPNPC avançado.

Estratégia de busca: 

Todos ensaios controlados e randomizados (ECRs), publicados ou não.Nós buscamos bases de dados bibliográficas, registros de ensaios clínicos, atas de conferências e listas de referência de ensaios clínicos relevantes. As buscas foram completadas em agosto de 2012.

Critérios de seleção: 

Os ensaios clínicos tinham que ter começado a ser desenvolvidos a partir de 1 de Janeiro 1965 e deveriam ter incluído pacientes com CPNPC que receberam ou quimioterapia e cuidados de suporte ou apenas cuidados de suporte. Pacientes não deveriam ter recebido nenhuma quimioterapia prévia ou ter tido uma neoplasia maligna prévia.

Coleta dos dados e análises: 

Para os estudos incluídos em 1995 nós buscamos um seguimento atualizado. Para os novos ensaios clínicos nós buscamos sobrevida e o patamar das características de todos os pacientes.Nós combinamos os resultados de ECRs para calcular razões de risco individuais e conjuntas (RRs).

Resultados principais: 

Nós obtivemos dados de 2714 pacientes de 16 ECRs. Nenhum ECRs novo foi identificado em2012. Houve 1293 mortes entre os 1399 pacientes atribuídos para cuidados de suporte e quimioterapia e 1240 entre 1315 atribuídos para cuidados de suporte apenas.Os resultados mostraram um benefício significativo da quimioterapia (RR = 0,77; IC de 95% 0,71-0,83, P <0,0001), o que equivale a um aumento relativo na sobrevida de 23%, uma melhoria na sobrevida absoluta de 9% em 12 meses, aumentando a sobrevida de 20% para 29% ou um aumento absoluto na sobrevida média de 1,5 meses (de 4,5 meses para seis meses). Não ficou claro a evidência de que este efeito foi influenciado pelas drogas usadas (P = 0,63) ou se elas foram utilizadas como agentes únicos ou em combinação (P = 0,40).Apesar de diferenças demográficas nos pacientes, o efeito da quimioterapia em ensaios recentes não difere daqueles incluídos anteriormente (P = 0,77).Não está claro a evidência de diferenças referentes aos efeitos da quimioterapia através de diferentes subgrupos. Qualidade de vida não pode ser formalmente avaliada.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Cláudio José Rubira, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil Contato:portuguese.ebm.unit@gmail.com

Tools
Information
Share/Save