Anestesia sub-tenoniana versus anestesia tópica para o controle da dor e melhores condições de campo cirúrgico para a cirurgia de catarata

A catarata é a causa mais comum de baixa visão e cegueira; é geralmente devido ao processo de envelhecimento normal, mas pode ser encontrada em pessoas mais jovens . Catarata apresenta-se como a perda da nitidez natural da lente intraocular (cristalino) do olho . A catarata é tratada através de cirurgia para remover a lente e substituí-la por uma artificial . A cirurgia deve ser realizado no prazo de seis meses após o diagnóstico para evitar mais perda de visão. O debate continua sobre qual a técnica de anestesia local proporciona um melhor alívio da dor para o paciente e facilita a tarefa do cirurgião, ao mesmo tempo .

A anestesia tópica é realizada instilando colirio de anestésico local ou gel de anestésico local sobre a superfície do olho . A anestesia sub -tenoniana é realizada primeiro pela anestesia da superfície do olho com anestesia tópica , depois tracionando com uma pinça sem corte no tecido de revestimento (conjuntiva e da cápsula de Tenon) na parte frontal do olho e fazendo uma pequena incisão nele usando tesoura curva de extremidades rombas . Uma pequena cânula sub-tenoniana de Blunt é introduzida por esse buraco para injetar anestésico local no espaço sub-tenoniano. Vantagens da anestesia tópica sobre o bloqueio sub-Tenoniano incluem a redução do tempo de administração, menor dor durante a injeção e menor duração de ação, permitindo que a pessoa recupere rapidamente a visão após a cirurgia.

Foram incluídos oito ensaios clínicos randomizados na revisão, e nós realizamos nossa análise em sete deles: dois ensaios cross-over, que incluiram 125 participantes, e cinco ensaios paralelos envolvendo 492 participantes. A idade média dos participantes variou de 71,5 a 83,5 anos. Sedação oral foi usada por apenas dois ensaios . Nenhum ensaio clinico usou analgésicos orais antes da operação, e nenhum ensaio clinico mencionou sua fonte de financiamento. Esta revisão mostrou que a anestesia sub-tenoniana fornece melhor alívio da dor do que a anestesia tópica durante cirurgia de catarata. A diferença era igual a 1,1 numa escala de 0 a 10. Dor no dia após a cirurgia foi ligeiramente mais baixa para os participantes que receberam anestesia tópica e a diferença era equivalente a 0,2 numa escala de 0 a 10 Ambos os cirurgiões e participantes preferiram anestesia sub-tenoniana. No entanto, todos os ensaios foram realizados num momento em que todos os cirurgiões só estavam utilizando a anestesia tópica. Não há evidências suficientes nos ensaios clinicos incluídos para dizer se uma técnica anestésica seria associado a uma incidência menor ou maior de importantes complicações cirúrgicas durante a cirurgia (ruptura na capsula posterior, prolapso da íris), que pode levar a complicações pós-operatórias e, eventualmente, a uma piora da visão. A anestesia tópica e a sub-tenoniana, são, portanto, aceitas e métodos seguros de para realizar anestesia para cirurgia de catarata.

Conclusão dos autores: 

Tanto a anestesia tópica quanto a sub-tenoniana são métodos seguros e aceitos para anestesia para cirurgia de catarata. Um grau aceitável de desconforto intra-operatória é esperado com ambas as técnicas. Ensaios clínicos randomizados sobre os efeitos das várias estratégias para prevenir a dor intra-operatória durante a cirurgia de catarata podem ser úteis.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

A anestesia local para cirurgia de catarata pode ser obtida pelo bloqueio sub-tenoniano ou pela anestesia tópica. Ambas as técnicas oferecem vantagens. Esta revisão, que foi originalmente publicada em 2007 e atualizada em 2014, foi realizada para comparar estas duas técnicas anestésicas.

Objetivos: 

Nossos objetivos foram comparar a eficácia da anestesia tópica (com ou sem anestesia local intracameral) versus anestesia sub-tenoniana na obtenção de alívio da dor durante a cirurgia de catarata. Nós pesquisamos a dor durante a administração da anestesia, dor pós-operatória , a satisfação cirúrgica com as condições de operação e satisfação do paciente com o alívio da dor obtido pela anestesia, também avaliamos a incidência de complicações associadas.

Estratégia de busca: 

Nós procuramos no Cochrane Central Register of Controlled Trials, MEDLINE e EMBASE (última pesquisa em Novembro de 2014) e as listas de referências de artigos publicados. Nós procuramos nos resumos de conferências e ensaios clínicos em andamento, sem restrições quanto ao idioma ou status da publicação.

Critérios de seleção: 

Foram incluídos todos os ensaios randomizados que compararam anestesia sub-tenoniana versus anestesia tópica para cirurgia de catarata.

Coleta dos dados e análises: 

Foram avaliados a qualidade dos ensaios clínicos e os dados foram extraídos no formato que permite a inclusão máxima de dados.

Resultados principais: 

Foram incluídos oito estudos nesta revisão atualizada, mas conseguimos utilizar na análise apenas sete estudos sobre 742 olhos operados de 617 participantes. Dois ensaios cross-over incluiram 125 participantes, e cinco ensaios paralelos incluiram 492 participantes. Estes estudos foram publicados entre 1997 e 2005 . A idade média dos participantes variou de 71,5 a 83,5 anos anos . A proporção de participantes do sexo feminino variou de 54% a 76% . Em comparação com a anestesia sub-tenoniana, a anestesia tópica (com ou sem injeção intracameral) para a cirurgia de catarata aumenta a dor intraoperatória, mas diminui a dor pós-operatória em 24 horas. A amplitude do efeito (equivalente a 1,1 em uma pontuação de 0 a 10 para a dor intra-operatório, e 0,2 na mesma escala de dor pós-operatória em 24 horas), embora estatisticamente significante, foi provavelmente pequena demais para ter relevância clínica . A qualidade da evidência foi classificada como alta para a dor intra-operatória e moderada para a dor às 24 horas. Conseguimos encontrar diferenças de dor durante a administração de anestésico local (baixo nível de evidência), e indicações de que a satisfação do cirurgião (baixo nível de evidência) e satisfação dos participantes (nível moderado de provas) eram menores com a anestesia tópica. Não havia evidências suficientes para dizer que uma técnica resultaria em uma maior ou menor incidência de complicações intra-operatórias em comparação com a outra.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Clovis Tadeu Bueno da Costa, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com

Tools
Information
Share/Save