Recuperação eletrônica de informações em saúde por profissionais de saúde

Essa tradução não está atualizada. Por favor clique aqui para ver a versão mais recente em inglês desta revisão.

Este resumo de uma revisão Cochrane apresenta o que sabemos da pesquisa sobre os efeitos do acesso dos profissionais de saúde à informação em saúde nos cuidados aos pacientes.

O que é acesso eletrônico à informação em saúde e quem são os profissionais de saúde?

Os profissionais de saúde necessitam ter acesso às mais recentes pesquisas, a fim de ajudá-los a cuidar de seus pacientes. Informação em saúde significa evidências de pesquisa a partir de uma fonte confiável. O acesso eletrônico à informação em saúde mais recente significa ser capaz de encontrar e ler artigos e outros materiais usando um computador e conexão à Internet. Os profissionais de saúde podem ler essas informações na tela do computador ou em papel. Eles podem ter treinamento sobre como encontrar informações em saúde ou não.

Os profissionais de saúde são médicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas ou qualquer outra pessoa que cuide de pacientes.

Esta revisão mostrou que;

- Não houve diferença na prática dos profissionais de saúde entre hospitais que forneceram treinamento na busca de informações na Biblioteca Cochrane de Saúde Reprodutiva (uma fonte confiável de informação) e hospitais que não ofereceram treinamento.

- O conhecimento sobre a Biblioteca Cochrane de Saúde Reprodutiva foi melhor entre os profissionais de saúde que receberam treinamento.

- Não foram identificados os efeitos do acesso eletrônico a informações sobre o atendimento ao paciente, nem quanto custou para fornecer e implementar o acesso porque estas informações não foram relatadas nos estudos incluídos na revisão.

- Mais pesquisas são necessárias para determinar os melhores métodos para o fornecimento de acesso eletrônico e treinamento para profissionais de saúde, a fim de melhorar a assistência ao paciente.

Conclusão dos autores: 

Houveram evidências insuficientes para apoiar ou rejeitar o uso de recuperação eletrônica de informação em saúde por profissionais de saúde para melhorar a prática e assistência ao paciente.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

O movimento em direção à prática baseada em evidências torna explícita a necessidade de acesso à melhor evidência atual para melhorar o cuidado em saúde. Os avanços das tecnologias eletrônicas tornaram informações de saúde mais disponível, mas essa disponibilidade afeta a taxa de uso de evidências na prática?

Objetivos: 

Avaliar a efetividade das intervenções planejadas destinadas a proporcionarem recuperação eletrônica (acesso à informação) para informações em saúde, por profissionais de saúde, para melhorar a prática e assistência ao paciente.

Estratégia de busca: 

Foram obtidos estudos de buscas computadorizadas de vários bancos eletrônicos de dados bibliográficos, complementado pela verificação de listas de referências e consulta com especialistas.

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos randomizados (ECR), incluindo ensaios clínicos randomizados do tipo cluster (ECRC) e séries de casos temporais interruptas (STI), publicadas em qualquer idioma, analisando as intervenções de efetividade da recuperação eletrônica de informações em saúde por profissionais de saúde.

Coleta dos dados e análises: 

Foi realizada investigação dupla na relevância das buscas, extração dos dados e na avaliação do risco de viés.

Resultados principais: 

Foram encontradosdois estudos que examinaram essa questão. Nenhum estudo identificou mudanças no comportamento profissional seguido de uma intervenção que facilitou a recuperação eletrônica de informação em saúde. Houve evidências de melhora no conhecimento sobre as fontes eletrônicas de informação relatados em um estudo. Nenhum estudo avaliou mudanças nos resultados do paciente ou os custos de prover o recurso eletrônico e a implementação das práticas baseadas em evidências recomendadas.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Rodrigo Jensen, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brasil Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com

Share/Save