Budesonida versus placebo para a asma

Budesonida é o tratamento preventivo altamente eficaz para todos os pacientes com asma, independentemente da idade ou da gravidade de sua doença. A maioria dos benefícios é vista com doses baixas a moderadas.

Conclusão dos autores: 

Esta avaliação apoia fortemente o uso da budesonida na asma crônica. Diretrizes de consenso para a asma crônica sugerem titulação da dose de esteróide inalado com as necessidades individuais. Evidência desta revisão de ensaios não apresenta titulação da dose de rotina acima de 800 mcg /d.

Leia o resumo na íntegra...
Contexto: 

Budesonida por via inalatória é um corticosteróide amplamente utilizado para a asma.

Objetivos: 

Os objetivos desta revisão foi comparar a eficácia de budesonida com placebo no tratamento da asma crônica.

Estratégia de busca: 

Os Registros do grupo Cochrane especializado em vias aéreas e as listas de referências de artigos foram utilizados para a pesquisa​​. Nós entramos em contato com listas de pesquisas para estudos adicionais e procuramos resumos dos principais encontros das Sociedades do Aparelho Respiratório (1997-1999).

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos randomizados em crianças e adultos, comparando budesonida com placebo no tratamento da asma crônica.

Coleta dos dados e análises: 

Dois revisores avaliaram independentemente os estudos para inclusão e sua qualidade metodológica. Um revisor extraiu os dados.

Resultados principais: 

43 estudos preencheram os critérios de inclusão (2801 paticipantes). Em asmáticos tratados por via não oral, budesonida levou a melhorias significativas em uma série de medidas da função das vias aéreas. Estes incluíram FEV1, diferença de média ponderada (WMD) 3,7% previu (IC 95% 0,1, 7,2%) ; melhora no fluxo de pico da manhã (PEF) a partir da linha de base WMD 29 L / min (IC 95% 22, 36 L / min); melhoria no PEF à noite a partir da linha de base WMD 21 L / min (IC 95% 13, 29 L / min). Métodos variados de relatar sintomas limitaram a partilha dos estudos, mas todos os estudos de alta qualidade metodológica demonstraram melhorias significativas em comparação com placebo. O estado de saúde não foi informado. Risco de exclusão do estudo devido à exacerbação da asma foi menor com budesonida em comparação com o placebo, o risco relativo de 0,17 (IC 95% 0,09, 0,33). As doses de 500-800 mcg / d pareceram ter efeitos ligeiramente maiores do que doses mais baixas, mas vantagem para doses elevadas não foram evidentes. Um único RCT de alta qualidade relatou reduções significativas nas necessidades diárias de prednisolona e o número de doentes capazes de descontinuar totalmente prednisolona em indivíduos tratados com budesonida quando comparados com o placebo. Nenhuma diferença no risco de dor no orofaringe/ rouquidão ou candidíase oral foi aparente para budesonida em comparação com placebo. Risco a longo prazo de insuficiência adrenal não foi relatada.

Notas de tradução: 

Tradução da Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil (Heber de Moraes Penna) Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com Translation notes: CD003274

Tools
Information
Share/Save