Efeito do cacau sobre a pressão arterial

Pergunta de revisão

Avaliamos o efeito dos produtos de cacau sobre a pressão arterial em adultos quando consumidos diariamente por pelo menos duas semanas. Foram encontrados 35 estudos, abrangendo 40 comparações de tratamento.

Contexto

O chocolate negro e produtos de cacau são ricos em compostos químicos chamados flavanóides. Flavanoides têm atraído interesse como eles podem ajudar a reduzir a pressão arterial, um conhecido fator de risco para doenças cardiovasculares (distúrbios do coração e vasos sanguíneos). Pensa-se que as propriedades de redução da pressão sanguínea dos flavanóides estão relacionadas com o alargamento dos vasos sanguíneos, causado pelo óxido nítrico.

Características dos estudos

Os estudos foram de curta duração, maioritariamente entre duas e 12 semanas, com apenas um estudo de 18 semanas. Os estudos envolveram 1804 adultos maioritariamente saudáveis. Nos estudos forneceram participantes 30 a 1218 mg de flavanol (média de 670 mg) em 1,4 a 105 gramas de produtos de cacau por dia no grupo de intervenção ativa. Sete dos estudos foram financiados por empresas com interesse comercial em seus resultados, e o efeito relatado foi ligeiramente maior nesses estudos, indicando viés possível. A evidência é atualizada até novembro de 2016.

Principais resultados

Uma meta-análise de 40 comparações de tratamento revelou uma diminuição pequena mas estatisticamente significativa da pressão arterial (sistólica e diastólica) de 1,8 mmHg. Esta pequena redução da pressão arterial pode complementar outras opções de tratamento e pode contribuir para reduzir o risco de doença cardiovascular.

Investigamos se a pressão arterial dos participantes no início do estudo, sua idade, a perceção da alocação de grupo (ativa ou controle), o teor de flavanol usado no grupo controle ou quanto tempo o estudo durou pode explicar as variações entre os ensaios. Embora o nível de pressão arterial (elevada ou normal) seja um fator provável no tamanho do efeito do cacau na pressão arterial, o impacto de outros fatores precisa ser confirmado ou rejeitado em outros ensaios.

Os efeitos adversos, incluindo queixas digestivas e aversão ao produto experimental, foram relatados por apenas 1% das pessoas no grupo de intervenção do cacau ativo e 0,4% das pessoas nos grupos de controle.

São necessários estudos a longo prazo para determinar se a ingestão regular de produtos de cacau ricos em flavanol tem um efeito benéfico na pressão sanguínea e na saúde cardiovascular ao longo do tempo e se existem efeitos secundários do uso a longo prazo de produtos de cacau numa base diária.

Qualidade da evidência

A evidência é de qualidade moderada. Não foi possível identificar quaisquer ensaios aleatorizados que testassem o efeito do uso diário de produtos de cacau a longo prazo na pressão arterial e não houve estudos que medissem as consequências para a saúde da pressão arterial elevada, como enfartes ou acidentes vasculares cerebrais.

Notas de tradução: 

Tradução: Gonçalo S Duarte, Laboratório de Farmacologia Clínica e Terapêutica, Faculdade de Medicina de Lisboa, com o apoio de Cochrane Portugal

Tools
Information
Compartilhar/salvar