Suplementos de zinco para prevenir otite

Introdução

As infecções do ouvido médio (otites) são comuns, especialmente entre crianças. Geralmente essas infecções causam dores de ouvido e algum grau de perda auditiva temporária (as vezes, a perda pode ser permanente). O zinco é um macronutriente essencial que desempenha um papel no funcionamento do sistema imunológico e na resistência às infecções. Como o zinco não é armazenado no corpo, ele precisa ser consumido regularmente. Algumas pessoas, especialmente as crianças de países de baixa e média renda, podem não ingerir uma quantidade suficiente de zinco na sua alimentação. Diversos pesquisadores avaliaram o possível papel de dar suplementos de zinco para prevenir doenças infecciosas. Portanto, procuramos descobrir se a suplementação de zinco teria algum papel na prevenção das otites.

Características do estudo

Os autores da revisão procuraram na publicações médicas por estudos realizados até março de 2014. Procuramos por estudos que avaliaram o surgimento de otites em pessoas aleatoriamente selecionadas para receber suplementos de zinco comparadas a pessoas que não receberam esses suplementos. Encontramos 10 estudos elegíveis, todos envolvendo crianças, com um total de 6.820 participantes. Nove estudos foram conduzidos em países de baixa e média renda. Sete estudos foram conduzidos em crianças saudáveis. Tanto meninos como meninas participaram dos estudos.

Resultados

Os resultados dos estudos não forneceram evidências convincentes de que a suplementação de zinco reduza a ocorrência das otites em crianças saudáveis. Entretanto, um pequeno estudo com crianças gravemente desnutridas concluiu que aquelas que receberam suplementos de zinco tiveram menos otites. O único efeito adverso foi a ocorrência de vômitos.

Qualidade da evidência

Em geral, evidência é de boa qualidade, com baixo risco de viés. Todos os estudos incluíram a otite média apenas como um dos seus desfechos secundários. Portanto, é possível que tenhamos deixado de identificar estudos menos divulgados ou menos bem indexados nas bases de dados.

Conclusões dos autores: 

Existe evidência inconsistente de que a suplementação de zinco pode reduzir a incidência de otite média em crianças saudáveis, com menos de cinco anos de idade, vivendo em países de média e baixa renda. Existe alguma evidência de que a suplementação pode ser benéfica em crianças que estão em tratamento para marasmo (desnutrição grave). Porém, como essa conclusão é baseada em apenas um estudo pequeno, recomenda-se cautela nessa interpretação.

Leia o resumo na íntegra
Introdução: 

A otite média é uma inflamação do ouvido médio geralmente causada por uma infecção. Afeta pessoas de todas as idades, mas é especialmente comum nas crianças mais novas. Aproximadamente 164 milhões de pessoas no mundo sofrem de perda auditiva de longo prazo devido a esta condição; 90% dessas pessoas vivem em países de baixa renda. Como a suplementação de zinco previne pneumonia em crianças desfavorecidas, nós quisemos investigar se a suplementação de zinco poderia prevenir também a otite média.

Objetivos: 

Avaliar se a suplementação de zinco previne a otite média em adultos e crianças de diferentes idades.

Estratégia de busca: 

Fizemos buscas nas seguintes bases de dados eletrônicas: CENTRAL 2014, 1ªedição, MEDLINE (de 1950 a quarta semana de fevereiro de 2014) e EMBASE (de 1974 a março de 2014).

Critérios de seleção: 

Incluímos ensaios clínicos randomizados controlados com placebo que testaram a administração suplementos de zinco ao menos uma vez por semana, por no mínimo um mês, para prevenir a otite média.

Coleta dos dados e análises: 

Dois autores da revisão avaliaram, independentemente, a elegibilidade e qualidade metodológica dos estudos incluídos e extraíram e analisaram os dados. Usamos o risco relativo (RR) ou razão de taxas (rate ratio) para apresentar os desfechos dicotômicos e a diferença média (DM) para os desfechos contínuos. Combinamos os resultados dos estudos (em metanálises), quando apropriado.

Principais resultados: 

Não identificamos nenhum novo estudo para inclusão nesta atualização da revisão. Um total de 12 estudos, dos quais 10 contribuíram com dados de desfecho, totalizando 6.820 participantes, foi incluído na revisão. Em estudos com crianças saudáveis vivendo em comunidades de baixa renda, dois estudos (3191 participantes) não demonstraram diferença significante entre os grupos que receberam suplemento de zinco e placebo, no número de participantes que desenvolveram um episódio de otite média durante o acompanhamento; outro estudo mostrou uma taxa de incidência de otite média significativamente menor no grupo suplementado com zinco (rate ratio 0,69; intervalo de confiança (IC) de 95% 0,61 a 0,79; n = 1.621). Um pequeno estudo com 39 crianças em tratamento para desnutrição grave apontou um benefício do zinco para o número médio de episódios de otite média (MD -1,12 episódios; IC 95% -2,21 a -0,03). A suplementação de zinco aparentemente não causou qualquer efeito adverso grave; porém um pequeno número de crianças teve vômitos após a ingestão dos suplementos. Em geral, a evidência é de boa qualidade, com baixo risco de viés.

Notas de tradução: 

Tradução do Centro Cochrane do Brasil (Pedro Luis Iwasaka-Neder). Contato: tradutores@centrocochranedobrasil.org.br

Tools
Information
Compartilhar/salvar