Antibióticos no momento da cirurgia de catarata para prevenir endoftalmite aguda após cirurgia

A tradução não está atualizada. Por favor clique aqui para ver a versão mais recente em inglês desta revisão.

Endoftalmite (inflamação do interior do globo ocular devido a infecção ou trauma) é rara, mas potencial complicação de cegueira da cirurgia da catarata. Normalmente, é causada por bactérias que entram no olho durante a cirurgia ou durante os primeiros dias após a cirurgia. Várias medidas preventivas são usados ​​para tentar impedir a infecção após a cirurgia. Vários estudos investigaram diferentes modos de prevenção, tais como os tipos de antibióticos usados, como os antibióticos são aplicados ou tomadas, e quando os antibióticos são dados no processo cirúrgico.

Os autores pesquisaram a literatura para ensaios clínicos controlados randomizados de cirurgia de catarata que avaliaram dar antibióticos, pouco antes, durante ou imediatamente após a cirurgia para prevenir endoftalmite aguda. Quatro ensaios clínicos com um total de 100876 adultos e 131 casos de endoftalmite preencheram os critérios de inclusão. Destes quatro ensaios clínicos, dois reportaram redução das taxas de endoftalmite quando compararam antibióticos injetados no olho contra antibióticos administrados em colírios. Em um estudo, penicilina injetado no olho resultou numa redução de 67% no endoftalmite depois da cirurgia. No estudo mais recente ESCRS, cefuroxima injectado no olho reduziu o risco de endoftalmite em 80% a 90%, dependendo se colírio de antibióticos também foram utilizados. Este estudo fornece a melhor evidência atual disponível de antibiótico na prevenção de endoftalmite. Cefuroxime é amplamente utilizado na Europa, mas de forma limitada nos Estados Unidos, onde alguns médicos têm expressado preocupações quanto ao risco de contaminação ou de erros de diluição durante o processo de composição (preparação de drogas para uso ocular) que poderia causar toxicidade ocular (danos).

Dados que os ensaios clínicos com resultados raros necessitam registrar um grande número de participantes e são caros para conduzir, é improvável que os ensaios clínicos adicionais serão realizados para avaliar quão bem a profilaxia com antibióticos perioperatórios trabalha para prevenir endoftalmite aguda após cirurgia de catarata. Os médicos devem considerar a evidência mostrada pelo estudo ESCRS, que os antibióticos injetados no olho são possíveis de reduzir o risco de endoftalmite após cirurgia de catarata quando eles podem ser obtidos e entregues estéreis.

Conclusões dos autores: 

Medidas múltiplas para prevenir endoftalmite após cirurgia de catarata foram estudados. Um dos estudos incluídos, o estudo ESCRS (European Society of Cataract and Refractive Surgeons), foi realizado utilizando técnica cirúrgica contemporânea e empregando cefuroxima, um antibiótico comumente usado em muitas partes do mundo.Os ensaios clínicos com resultados raros requerem tamanhos de amostra muito grandes e são bastante caros para conduzir; assim, é improvável que ensaios clínicos adicionais sejam conduzidas para avaliar a profilaxia atualmente disponíveis. Os profissionais devem confiar em evidências atuais para tomar decisões informadas sobre escolhas da profilaxia.

Leia o resumo na íntegra
Introdução: 

Endoftalmite é uma inflamação grave das câmaras anteriores e/ ou posteriores do olho e pode ser estéril ou associado com a infecção. É uma complicação da cirurgia de catarata potencialmente ameaçadora da visão. Medidas profiláticas para endoftalmite são direcionados contra várias fontes de infecção.

Objetivos: 

O objetivo desta revisão foi avaliar os efeitos da profilaxia antibiótica perioperatória para endoftalmite após a cirurgia de catarata.

Estratégia de busca: 

Buscamos no CENTRAL (os quais contém o Cochrane Eyes and Vision Group Trials Register) (The Cochrane Library 2012, Edição 10), Ovid MEDLINE, Ovid MEDLINE In-Process and Other Non-Indexed Citations, Ovid MEDLINE Daily, Ovid OLDMEDLINE, (Janeiro de 1950 a Outubro de 2012), EMBASE (Janeiro de 1980 a Outubro de 2012), Latin American and Caribbean Literature on Health Sciences (LILACS) (Janeiro 1982 a Outubro de 2012), o metaRegister of Controlled Trials ( m RCT) ( www.controlled-trials.com ), ClinicalTrials.gov (www.clinicaltrials.gov) e o WHO International Clinical Trials Registry Platform (ICTRP)(www.who.int/ictrp/search/en). Não foram utilizadas quaisquer restrições de data ou de linguagem nas buscas eletrônicas dos ensaios clínicos. Nossa última busca nas bases de dados eletrônicas foi em 25 de Outubro de 2012. Nós também buscamos por estudos adicionais que citaram quaisquer ensaios clínicos incluídos usando o Science Citation Index.

Critérios de seleção: 

Foram incluídos ensaios clínicos controlados randomizados que envolveram adultos submetidos a cirurgia de catarata (qualquer método e tipo de incisão) para a opacidade do cristalino de qualquer origem. ensaios clínicos que avaliaram antibióticos pré-operatórios, intra-operatórios (intracameral, subconjuntival ou sistêmicas) ou profilaxia antibiótica no pós-operatório para endoftalmite aguda foram incluídos. Nós não incluímos estudos que avaliaram os preparativos pré-operatórios usando agentes anti-sépticos, tais como iodopovidona, nem incluímos estudos que avaliaram antibióticos para o tratamento de endoftalmite aguda após cirurgia de catarata.

Coleta dos dados e análises: 

Dois revisores, independentemente, avaliaram resumos e artigos de texto completo para a elegibilidade, avaliaram o risco de viés para cada estudo incluído, e os dados resumidos.

Principais resultados: 

Quatro estudos preencheram os critérios de inclusão para esta revisão, incluindo 100876 adultos e 131 casos de endoftalmite. Embora o tamanho da amostra seja muito grande, a heterogeneidade dos desenhos de estudo e modos de administração do antibiótico tornou impossível a realização de uma meta-análise formal. Intervenções investigadas nos estudos incluíram a utilidade de adição de vancomicina e gentamicina à solução de irrigação comparado com o padrão de irrigação de solução salina equilibrada sozinha, a utilização de cefuroxima intracameral e/ ou levofloxacina tópico perioperatório, injecções de penicilina periocular e gotas de cloranfenicol-sulfadiazina tópicas comparado com antibióticos tópicos sozinho, e o modo de administração do antibiótico (subconjuntival contra injecções retrobulbares). Dois estudos com tamanho adequado de amostra para avaliar um resultado raro encontraram redução do risco de endoftalmite com injeções de antibióticos durante a cirurgia, comparado com antibióticos tópicos sozinho: razão de risco (RR) 0,33, 95% de intervalo de confiança (IC) 0,12 a 0,92 (penicilina periocular contra cloranfenicol-sulfadiazina tópico) e RR 0,21, IC 95% 0,06 a 0,74 (cefuroxima intracameral contra levofloxacina tópica). Outro estudo não encontrou nenhuma diferença significante na endoftalmite quando comparado a injeção de antibiótico subconjuntival versus retrobulbar (RR 0,85, IC 95% 0,55 a 1,32). O quarto estudo que compararam irrigação com solução salina balanceada (SSB) sozinho contra SSB com antibióticos não estava suficientemente desenvolvido para detectar diferenças de endoftalmite entre os grupos. O risco de viés entre os estudos foi de baixo a incerto devido a informação não ter sido relatada.

Notas de tradução: 

Tradução da Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil (Laryssa Kataki de Oliveira Veloso) Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com Translation notes: CD000000

Compartilhar/salvar