As drogas de nitroimidazol são eficazes para o tratamento da tricomoníase nas mulheres.

A tricomoníase é uma infecção sexualmente transmissível que afeta cerca de 120 milhões de mulheres em todo o mundo a cada ano. Esta revisão analisa a efetividade de vários tratamentos e encontrou que as drogas de nitroimidazol orais são eficazes no tratamento da tricomoníase nas mulheres.

Conclusões dos autores: 

A cura parasitológica pode ser alcançado por apenas uma dose oral de nitroimidazol. Pesquisas futuras devem se concentrar no desenvolvimento eficaz associado as estratégias de tratamento para prevenir reinfecções e reduzir a prevalência tricomoníase.

Leia o resumo na íntegra
Introdução: 

Cerca de 120 milhões de mulheres em todo o mundo sofrem de vaginite por Trichomonas vaginalis todo ano. A infecção é transmitida sexualmente e acredita-se facilitar a transmissão do HIV.

Objetivos: 

Avaliar os efeitos de várias estratégias de tratamento para a tricomoníase em mulheres.

Estratégia de busca: 

Buscamos na Cochrane Central Register of Controlled Trials , MEDLINE, e EMBASE. Ensaios clínicos também foram identificados a partir de listas de referência de revisão, através de empresas farmacêuticas, e pela descoberta informal. Apenas dados publicados foram utilizados nesta revisão. Data da pesquisa mais recente: novembro de 2002.

Critérios de seleção: 

Ensaios clínicos randomizados ou parcialmente randomizados de diferentes estratégias de tratamento em mulheres com tricomoníase. Diferentes doses ou medicamentos antitrichomonas foram elegíveis, assim como as comparações de tratamento com placebo ou nenhum tratamento.

Coleta dos dados e análises: 

A qualidade dos ensaios clínicos foi avaliada e os dados foram extraídos por dois revisores de forma independente, usando critérios padronizados.

Principais resultados: 

Cinquenta e quatro ensaios clínicos foram incluídos. Drogas de nitroimidazol parecem ser eficazes para atingir a cura parasitológica em curto prazo de seguimento. O tratamento do parceiro pode ser eficaz na diminuição das taxas de reinfecção a longo prazo.

Notas de tradução: 

Traduzido por: Rúbia Aguiar Alencar, Unidade de Medicina Baseada em Evidências da Unesp, Brazil Contato: portuguese.ebm.unit@gmail.com

Tools
Information
Compartilhar/salvar